tempo fechado
Em contato com a nossa redação, uma servidora, lotada na secretaria municipal de Saúde de Ilhéus, afirmou que o clima anda pesadíssimo por lá, e que, disputas internas estão prejudicando o bom funcionamento do setor.
Segundo ela, desde que chegou à secretaria, o grupo vindo de Una capitaneado pela atual diretora superintendente da Saúde, Srª Gleiciane Birschner, começou-se a disseminar a discórdia, através de “fofocas e mentiras”, com o objetivo de desestabilizar a gestão do atual secretário, o Sr. Antônio Ocké.
A servidora afirma que o objetivo do grupo de Una é forçar, a todo custo, a exoneração de Ocké, para que a Srª Gleiciane possa assumir a vaga.
“A pressão exercida para forçar a exoneração de Ocké, não tem respeitado os limites da convivência solidária no trabalho, tão pouco o respeito e o bom senso com os servidores e usuários do SUS”, ressalta a servidora.
O espaço está aberto para, quem achar necessário, se manifestar.
O que não pode é, assim cremos, que um serviço já cambaleante, porém crucial para a sociedade, seja, supostamente prejudicado devido a esses tipos de interesses.