A campanha de imunização contra o HPV, direcionada a meninas na faixa etária de 11 à 13 anos, nas escolas públicas e privadas de Ilhéus, foi prorrogada até o dia 17 de abril. Hoje, dia 14, estão sendo imunizadas adolescentes do colégio Paulo Américo e, na terça-feira, dia 15, do colégio Moisés Bohana.  Já na quarta-feira (16), serão contempladas as estudantes do colégio estadual do Basílio e, finalizando a campanha, na quinta-feira, dia 17, as alunas do colégio Fábio Araripe Goulart serão imunizadas.
Até a última segunda-feira, dia 7 de abril, 47,08% das estudantes ilheenses – o total de 2.376 – incluindo indígenas a partir dos nove anos, tomaram a 1ª dose da vacina. Segundo a supervisora de Imunização da Vigilância Epidemiológica, Walkiria Cardeal, ainda há pais resistentes à vacinação das filhas, por acreditar que isso possa ser um incentivo à vida sexual. – Mas é preciso deixar claro, que se de uma ação preventiva – alerta a Walkiria.  A vacina contra o HPV é quadrivalente, ou seja, protege contra quatro tipos do vírus, sendo dois vinculados ao risco oncológico (risco de contrair câncer) e responsáveis por 70% dos casos da doença. Entretanto, a mulher pode ter contato com algum dos outros tipos – são mais de 100.
A vacinação contra o HPV permanecerá durante todo o ano nos postos de saúde do município e estarão disponíveis em unidades como CAE III (Antigo Sesp), Salobrinho, Sarah Kubitschek, Centro Social Urbano (CSU),  Programas Saúde da Família (PSFs), Nossa Senhora da Vitória, nos dois turnos, manhã e tarde.  Iguape, Almiro Vinhais (av. Princesa Isabel), e Centro de Saúde Dr. Euler Azaro (Vilela), pela manhã, Policlínica da Conquista, Centro de Saúde Nelson Costa, Posto Saúde da família de Ilhéus II, Olivença, Vila Cachoeira e o do Hernani Sá.
Prevenção ao Câncer – De acordo com especialistas, o HPV é transmitido, geralmente, durante relações sexuais e a vacina é uma forma de prevenção contra o vírus, um dos principais causadores do câncer de colo do útero. Cada menina deve receber três doses da vacina para estar imunizada contra o HPV. Após a primeira dose, a segunda deverá ocorrer em seis meses. E a terceira, 60 meses após a primeira dose (5 anos). A vacina tem eficácia comprovada para mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus.