onibus itabuna
Os trabalhadores das duas empresas que operam o transporte coletivo em Itabuna pararam as atividades desde às 04h30min desta terça (08). A categoria cruza os braços à espera do resultado de uma audiência judicial em que será decidida sobre a redução da jornada de trabalho de 7 horas e 20 minutos para 7h por dia.
Os rodoviários esperam há dois anos pela batida de martelo do judiciário. O serviço de transporte, segundo a Rede Brasil de Notícias, só deve retornar após o fim da audiência.