WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia








turkeynet

casa melo

agua mineral gabriela

auto escola brandao

whatsapp ilheus 24hs
março 2014
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

achados ilheus

regulariza

controle laboratorio

ilheus 24h



ORGANIZAÇÃO CONTOU 28 ADESÕES À MARCHA DA FAMÍLIA – ESTUDIOSO ANALISA O FENÔMENO ILHEENSE

Foto oficial enviada pela organização. Quantos você conta?

Foto oficial enviada pela organização. Quantos você conta?

Baseado em sabe-se lá o quê, quem organizou a Marcha da Família em Ilhéus, ocorrida ontem (sábado, 22), conseguiu contar 28 participantes no total. Este blog, munido de fotos feitas por helicóptero e satélite, contou nada mais que 16 manifestantes que foram à Avenida Soares Lopes (reduto da elite ilheense) “defender a família, a democracia, a intervenção militar constitucional, a conservação de valores como a honestidade, a paz social e o bem comum”. Não sabemos onde democracia e paz social combinam com intervenção militar – grifo da redação.
De acordo com o instituto de pesquisas do ILHÉUS 24H, 16 foi o número exato de adesistas ao pedido de golpe feito ontem e repetido em várias cidades pelo País. Vale ressaltar que, também de acordo com nossa pesquisa, Ilhéus foi uma das cidades onde houve mais adesões ao ato.
Segundo nosso especialista em marchas pró-ditadura militar, isso revela o nível de besteirol e desocupação presentes nesse tipo de manifestação. “Isso é só falta do que fazer mesmo. Uma boa lavagem de roupa pesada resolve essa questão. Arrumar o que fazer pra esse pessoal é a simples solução”, afirmou um estudioso que prefere não se identificar temendo, ao retorno dos milicos ao poder, ser perseguido.
Ah, e por falar em milico, anotamos que a 18ª Circunscrição Militar de Ilhéus sequer abriu ontem. Os militares da cidade seguiram ordem direta da única soberana da nação, a presidenta Dilma Rousseff, e não se manifestaram sobre o 50º aniversário do golpe de 1964. Resumindo, os marchadores de ontem ficaram no vácuo.
Para que este humilde blog não seja taxado de governista, pró-ditadura comunista (ah como seria bom) e censurador, vamos divulgar abaixo o release enviado pelos organizadores da marcha em Ilhéus. No entanto, os editores desta página não recomendam a leitura. Este texto é contraindicado em caso de suspeita de democracia. No mais, há sérios riscos de iniciar-se crises de risos intermináveis. Agora, é por sua conta e risco.

“O Dia do Basta em Ilhéus foi marcado por direito cívico e democracia
O movimento de reedição da Marcha pela Família com Deus para a Liberdade, que ocorreu neste sábado (22) nas principais capitais do Brasil, também foi realizado em Ilhéus, no Sul da Bahia, e contou com pelo menos 28 pessoas. Com concentração em frente à 18ª Circunscrição de Serviço Militar (CSM) de Ilhéus, às 15 hs, o dia do Basta, como foi nominado, iniciou a passeata com o carro de som que tocou o Hino da Independência, por volta das 16h30, seguindo até a Catedral, com quatro veículos que acompanharam o trajeto, e foi finalizado por volta das 17h30.
O ato se iniciou com falas dos participantes de amor à pátria e de protesto. Vestidos de branco e com bandeiras do Brasil, os manifestantes defenderam a família, a democracia, a intervenção militar constitucional, a conservação de valores como a honestidade, a paz social e o bem comum. Também prevaleceram manifestações contra o governo do PT, a corrupção, os crimes lesa pátria, as políticas públicas e econômicas governamentais. O organizador do ato, o estudante Alex Cardoso, afirma que “essa luta não é só nossa e sim de toda nação. O que importa é que uma sementinha foi plantada no coração de cada um. Na próxima, poderei contar com mais gente para divulgar. Fomos alvo de provocações e nos comportamos da melhor forma possível”, disse Cardoso referindo-se ao grupo de jovens do Reúne Ilhéus que se aglomeraram para protestar contra o Dia do Basta, chegando a chamar os Patriotas Unidos de golpistas e defensores da ditadura.
A Polícia Militar pediu ao grupo do Reúne Ilhéus que se afastassem do movimento do Dia do Basta, e que respeitassem a manifestação, que após cantar o Hino Nacional, seguiu tranquila até a Catedral. Rezaram a oração do Pai Nosso e pediram a proteção de Deus. Os Patriotas Unidos agradeceram a guarda dos Policiais Militares, que foram aplaudidos pelo grupo.
Teor – Os manifestantes do dia do Basta protestaram, sobretudo, contra leis frouxas que beneficiam criminosos e contra o comunismo no Brasil, do propósito governamental de transformar o país em uma república bolivariana, como Cuba, governada pela ditadura comunista, de Fidel Castro, e apoiada pelo atual governo brasileiro. Um manifestante ao microfone lembrou as mais de 100 milhões de pessoas mortas e genocídios praticados só no século XX durante os regimes comunistas de Lenin, Stalin, Hitler e Mao Tse Tung.
A jornalista e estudante Anna de Oliveira comentou sobre a desestruturação das instituições sociais que estão sendo ruídas de dentro para fora, através do marxismo cultural implantado principalmente através do Foro de São Paulo, com suas cartilhas. “Esta é uma organização de amplitude latino-americana, fundada por Lula e Fidel, que há 15 anos dirime medidas políticas que desrespeitam a soberania do Brasil e dos outros países do continente, impondo goela abaixo uma agenda em detrimento de toda uma sociedade para estar subordinada aos governos despóticos. Os crimes de corrupção no Brasil e a impunidade demonstram claramente o aprisionamento do povo brasileiro e a proliferação de lesões à pátria que ficam impunes a favor do serviço ideológico comunista deste governo”.
De acordo com o manifestante Jorge Luz, “golpe militar é diferente de intervenção militar, esta que é o que nós pedimos. Ela está prevista no artigo 142 da Constituição. Basta que as atitudes do Presidente da República estejam em desacordo com as normas constitucionais. Como foi o povo que o elegeu em uma democracia, é lógico que democraticamente pode sim pedir às Forças Armadas que o deponha, ou intervenha para demitir do cargo. Após a intervenção, tem um período estimado para promover eleições democraticamente quando a ‘casa estiver arrumada’. Já o golpe, ocorre quando, simplesmente, por interesses políticos de um grupo ou ditador, se toma o poder”.
De acordo com declaração em notícia no Portal Terra, o estudante mineiro J. M., 18 anos, diz que “o que a gente tem que entender da revolução de 64 era que o contexto era o da Guerra Fria e os comunistas queriam tomar o poder. A revolução de 64 salvou o País de ser uma Coreia do Norte. Houve tortura de modo individualizado, não institucionalizado”.
Memória – A primeira “Marcha da Família Com Deus pela Liberdade” ocorreu em 19 de março de 1964, e conglomerou cerca de 500 mil pessoas em São Paulo. O ato foi convocado como uma resposta da sociedade ao comício que o então presidente João Goulart fez na Central do Brasil, Rio de Janeiro, em 13 de março, quando defendeu reformas de base para um público de 200 mil pessoas, o que demonstrou eminência da implantação de um regime comunista no Brasil. Duas semanas depois, o Exército mobilizou as tropas para a revolução e aplicou o contragolpe, sendo o general Castello Branco o primeiro presidente deste período militar seguido de outros; época que durou 20 anos. Estima-se que 400 adversários políticos foram mortos.
Brasil – Se tem notícia que pelo menos 15 capitais promoveram a Marcha pela Família com Deus para a Liberdade, neste sábado (22). Em São Paulo se uniram em torno de 1000 pessoas, 200 no Rio de Janeiro, 100 em Belo Horizonte, 50 na cidade de Blumenau, 30 em Manaus e 20 em Belém”.

9 respostas para “ORGANIZAÇÃO CONTOU 28 ADESÕES À MARCHA DA FAMÍLIA – ESTUDIOSO ANALISA O FENÔMENO ILHEENSE”

  • jose says:

    essa mensagem vai para o especialista você não concordo com a marcha por temer o que o regime militar volte pois nao e isso que queremos que ocorra mas sim a limpeza do congresso se voce realmente e brasileiro e e um especialista vai notar que isto e o melhor para o pais ou voce que que ocorra o mesmo que esta ocorrendo na venezuela, lembrando que no regime fora mortos e torturados centenas e no comunismo fora centenas de milhares

    • joselito says:

      Jose se você quer limpar o congresso comece retirando os seu deputado de lá. no Congresso não tem ninguém indicado, todos que lá estão, estão lá por que foram eleitos. e deixe ser um analfabeto politico, em que país comunista teve tanta morte assim?

  • Navigatore Semper says:

    “INSTITUTO DE PESQUISAS DO ILHÉUS 24H” – AFINAL, O QUE É ISSO ???
    QUEM É ESSE “ESTUDIOSO” (?), QUE FEZ QUALQUER ANÁLISE SOBRE COMPORTAMENTO SOCIAL ???
    GOSTARIA DE CONHECÊ-LO, TALVEZ ELE PUDESSE EXPLICAR PORQUE O GATO ENTERRA AS FEZES DEPOIS DE VERTÊ-LAS !!!
    O QUE “VOCÊS” CLASSIFICAM DE “FENÔMENO”, EM VERDADE, TRATA-SE DE REAÇÃO NACIONAL CONTRA OS DESMANDOS E USURPAÇÕES QUE ESTÃO ACONTECENDO, JÁ HÁ MAIS DE UMA DÉCADA, NAS ESFERAS ADMINISTRATIVAS FEDERAIS, ESTADUAIS E MUNICIPAIS DESTE IMENSO PAÍS !!!
    DE NADA ADIANTARÁ EXPLICAR, “VOCÊS” NÃO TÊM A MENOR CONDIÇÃO MENTAL E INTELECTUAL DE ENTENDER O QUE É “CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA”,”DEMOCRACIA LEGAL E JUSTA”, “DIREITOS CONSTITUCIONAIS DO CIDADÃO BRASILEIRO, COISAS DO GÊNERO !!!
    LAMENTO MUITO, MAS, NÃO POSSO AJUDAR A REPARAR O QUE NÃO TEM REPARO !

  • Renata says:

    Ditaduras Militares, Capitalistas, Comunistas.. Todas essas são danosas.
    Não dá pra condenar uma e abraçar outra.
    Qualquer regime em que não há participação popular é um regime que devemos temer.

  • guimaraes says:

    Como podem imaginar que os militares iriam moralizar alguma coisa.Recentemente saiu uma noticia de desvios monstruosos nas forças armadas.
    Como os militares podem querer algo se nem a historia eles completam, onde estão os desaparecidos políticos, o que aconteceu???? e os documentos queimados na Base Aeresa de Salvador,
    Portanto há muito caminho para as forças armadas se tornarem confiáveis.
    So concordo que essa corrupção ai tem que acabar isso tem.

  • Marlene says:

    Ninguém assina a matéria, por que? Contudo, blog qualquer um tem…visto posto não saber o que é Intervenção Militar. Porém, deveria procurar se informar melhor, até mesmo para dar um pouquinho de credibilidade em suas colocações. Quanto ao especialista e/ou estudioso deveria ser mais profissional, não me pareceu comentário de pessoa com os devidos dotes citados, diante do nível das colocações, mais cada um só oferece o que tem e, por outro lado ele deve saber melhor do que eu, o nível do público deste blog.
    Quanto as colocações grifadas “…risos intermináveis” vejo como uma sátira, própria de quem não tem o mínimo de veia jornalistica nem de postura para tal, pois um verdadeiro jornalista no mínimo, está sempre bem informado e em sintonia com o que ocorre em seu país. E meus pêsames para quem o acompanha.

  • Professor de história says:

    O que se pode afirmar sobre os integrantes dessa marcha é que eles padecem de um problema gravíssimo: déficit de formação pedagógica.

    Um dos participantes chegou a afirmar que Hitler era um ditador comunista. Isso não merece comentário. O simples fato de acreditar nesse tipo de asneira testemunha contra a inteligência do sujeito.

    Quanto ao autor do “release”. Convém alertá-lo que a ditadura foi civil e militar, evocada por empresários e a mídia nativa.
    Também é preciso dizer que Jango foi eleito como vice (com mais votos que Quadros) e assumiu o cargo legitimamente. Portanto, as reformas de bases foram propostas por um político em pleno exercício dos seus direitos constitucionais. Chamar o golpe civil-militar de “contragolpe” para impedir uma “ditadura comunista” é arte de muito cinismo.

    Ademais, falam em “soberania nacional” e esquecem que o golpe foi insuflado, monitorado e mantido com o apoio da Operação Condor, promovia pelo governo norte-americano em diversos países da América Latina.

    Esse povo fica encantado com Arnaldo Jabor, Olavo de Carvalho e Reinaldo Azevedo. Vamos estudar, rapaziada.

  • Professor de história says:

    Teor – Os manifestantes do dia do Basta protestaram, sobretudo, contra leis frouxas que beneficiam criminosos e contra o comunismo no Brasil, do propósito governamental de transformar o país em uma república bolivariana, como Cuba, governada pela ditadura comunista, de Fidel Castro, e apoiada pelo atual governo brasileiro. Um manifestante ao microfone lembrou as mais de 100 milhões de pessoas mortas e genocídios praticados só no século XX durante os regimes comunistas de Lenin, Stalin, Hitler e Mao Tse Tung.

    Esse trecho é especialmente engraçado. Destaco apenas para dizer que, nesta imagem que ilustra a reportagem, só vejo pessoas nascidas em berços seguros. São todos herdeiros (quem poderá negar?) dos que escravizaram africanos e nativos durante centenas de anos (mais de três séculos, já que também não sabem contar). Esse é o tipo de gente que está com muita raiva do bolsa família, do Prouni, do MST, do Minha Casa, Minha Vida.

    Esse é o tipo de gente que habita a casa grande ou sonha habitá-la, ao menos, como inquilinos.

    O PT é mesmo muito gentil com esse tipo de gente. Porque o PT é um partido democrático. Até o PSDB é democrático. Esse tipo de gente só tem lugar no PSD… PSC… PRB… e por aí vai.

  • Navigatore Semper says:

    Prezado “professor de história”,
    O Conhecimento é dinâmico (o senhor deve saber disto !), e, atualmente, há historiadores que entendem que o Comunismo e o Nazismo têm muitas semelhanças, na formação, na execução e na finalidade(vide Eduardo Galeano, entre outros !).
    Não será preciso ter seus conhecimentos sobre História (que considero modestos !), basta ler os jornais da época para se ter boa noção dos fatos; pode ter havido confusão nas declarações daquele participante, mas, que ainda, assim, o fato que não ensejaria em sua manifestação irada e ofensiva à quem quer que fosse (lamentável !) ; e ainda discrimina as pessoas com opiniões diversas, classificando-as de “esse tipo de gente”; o senhor mostra ser um irascível fundamentalista; eu não fuzilaria o senhor só pela simples discordância de minhas posições sociais, políticas, partidárias ou filosóficas, saiba !
    Em Cuba, na antiga União Soviética, na Alemanha Nazista, em alguns países da África, na Albânia, na Polônia, na China, na Coréia do Norte, etc, etc, etc, matava-se e mata-se (ainda), por simples discordância ideológica.; e eu nada vejo de “engraçado” na morte de mais de cem milhões de pessoas por isso, o senhor acha ?
    Muitas pessoas podem ler coisas boas ou ruins (e têm esse direito !); eu estou lendo o seu comentário, que, sinceramente, considero medíocre, mas, estou lendo . . . e respondendo.
    Pelo que constatei, em face de suas avaliações inconsistentes, o senhor não estava na Marcha; se estivesse, não estaria entendendo a verdadeira razão para tal; também não pode saber ou julgar quem teria “nascido em berço seguro”; talvez o senhor o tenha feito, daí, o medo de expor-se ante a sociedade (nem nome o senhor tem !).
    Também concluo que o senhor é do PT (quem não tem culpa disso !); siglas partidárias são apenas representações de grupos políticos, não podem ser responsabilizadas pela conduta duvidosa de alguns integrantes.
    Por fim, saiba “professor” que os programas sociais que determinados candidatos ou políticos populistas mal-intencionados, sempre criticaram, antes de assumirem o “Poder”, hoje, são utilizados como “armas” de campanha-eleitoreira-de-baixo-calão, para manterem o domínio sobre a “massa-de-manobra”.
    François-Marie Arouet VOLTAIRE (acho que o senhor sabe quem é . . . ou não ?), em sua sabedoria, disse “Não concordo com uma única palavra do que dizeis, mas, defendo a té a morte o direito de dizê-la.”
    Concordo plenamente, mas, quanto às suas palavras . . . , acho que o senhor abusou !
    Vou parar por aqui, não sem antes pedir que “o senhor estude mais”, seja mais humilde nas suas colocações e não permita que a soberba injustificada suba-lhe aos olhos, impedindo-o de enxergar e trilhar o caminho do bom senso !!!
    Cordiais Saudações

Deixe seu comentário

casinos online no brasil





dom eduardo

lm mudancas

fale conosco













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia