rosquinhaAfirma o sábio dito popular: “Em boca fechada não entra mosquito”. Porém, lá pelas bandas das terras do sem fim, algumas delas andam fechadas de tanta rosquinha.
Sim, elas. Os únicos ítens presentes no cardápio da merenda escolar das escolas municipais ilheenses.
Pobre rosquinhas. Alimentos de outrora, hoje se converteram em moedas de troca pra manter filho empregado e pai (gagá) na coleira, devidamente amordaçado. Ou melhor, com a boca calada de tão entupida com o citado lanche escolar.
No fundo ele gosta. (Com todo respeito).
Há quem diga que uma das receitas prediletas do senil datilógrafo digital é levar ao forno o alimento. Porém, alertamos: Cuidado para não queimar demais as roscas….