WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia

secom bahia

camara ilheus









turkeynet

casa melo

agua mineral gabriela

auto escola brandao

whatsapp ilheus 24hs
março 2014
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

luan carlos music

uniasselvi

achados ilheus

ilheus 24h



ILHÉUS: O DESABAFO DE UM MORADOR DA NOVA BRASÍLIA

“Gostaria muito que a população de Ilhéus soubesse o que está sendo feito com os moradores da Nova Brasília, em Ilhéus. O governo do Estado quer construir uma nova ponte, nada contra, mas para isso, famílias serão removidas do local onde moram há anos, após uma vida inteira de lutas e sacrfícios para erguerem suas casas e seus sonhos. De uma hora para outra chegaram pessoas de outros estados e afirmaram, sem nenhum comunicado oficial do governo, que temos apenas dois meses para deixarmos nossas casas.
Eles irão tirar as famílias aos poucos, para a comunidade da Nova Brasília não se manisfestar, pois, quem conhece o projeto dessa ‘ponte monstruosa’, digo monstruosa porque não existe necessidade de uma ponte com quatro vias, sabe que toda a Nova Brasília será desapropriada.
A indenização é irrisória, pois querem dar um valor abaixo do mercado, isso sem falar do valor emocional, porque ninguém colocou suas casas à venda. Estão nos expulsando das nossas residências, mas porque não tiram a Maramata? Será que a resposta é que a Maramata, na verdade um grande elefante branco, é cabide de emprego, onde alguns políticos enchem seus bolsos com milhões todos os anos? Dizem que uma ONG é que sustenta esse projeto, e qu o objetivo é criar projetos de trabalho e educativos para a comunidade, porém, sabemos que nada disso ocorre de fato.
E o colégio estadual Padre Luiz Palmeira? Segundo sei, apenas uma parte será desapropriada. Justamente a que recentemente foi reformada pela quantia de R$ 150 mil. Ou seja, gastaram todo esse dinheiro para depois de pouco tempo, vir um trator e demolir tudo, jogando todo esse dinheiro no lixo.
Quem tem que ser desapropriado é o colégio, que é do estado e a Maramata, que não serve para nada. E tem mais, o porjeto diz que a ponte tem quatro vias, mas, porque será que quando chega nas proximidades do hotel Opaba, a pista passa a ser com duas vias? Será que é pelo fato do dono do hotel ser “peixe grande” e possuir seus contatos políticos? Enquanto isso, as pessoas honestas da comunidade terão que deixar suas casas por um valor ridículo.
Se temos que sair, que paguem um valor que esteja em sintonia com a realidade do mercado imobiliário ilheense. Um valor onde possamos comprar uma nova casa para morarmos no nosso bairro. Só queremos justiça!
Tentem se colocar em nosso lugar e sintam a dor de sair (expulsos) da moradia onde viveu sua vida inteira, onde cada tijolo tem o suor digno do seu trabalho honesto. Para o governo é muito simples, porque não são eles que vão perder suas casas próprias, construídas com amor, carinho e dignidade.
Deixo aqui meu desabafo e minha tristeza de viver em um país que valoriza o futebol, gasta bilhões com estádios, entre outra coisas, com dinheiro que sai do nosso bolso, deixando de lado a saúde e a educação.
Eles riem de nós, por que ficamos de braços cruzados, enquanto fazem o que querem e como querem”.

4 respostas para “ILHÉUS: O DESABAFO DE UM MORADOR DA NOVA BRASÍLIA”

  • DOS ANJOS says:

    EXATAMENTO O MESMO QUE ESTA ACONTECENDO NA REGIÃO DE OLIVENÇA COM OS PEQUENINOS E POBRES AGRICULTORES QUE SEMPRE VIVERAM NOS SEUS SITIOS E ROÇAS, E QUE AGORA SÓ LHES RESTA A BEIRA DA ESTRADA E UMA BARRACA DE LONA PARA MORAR, E FALA O PT EM JUSTIÇA……………O QUE É DELES, ELES NÃO ABREM MÃO, SÓ DÃO O QUE É DOS OUTROS………………ASSIM É FÁCIL.

  • MARCELO says:

    PARABÉNS AO ESCRITOR DO TEXTO. COESÃO E COERÊNCIA 10. ESTOU DE CAMAROTE PARA ASSISTIR AS CENAS DO PROXIMO CAPÍTULO DA PONTE NO PICADEIRO DO JABOQUIO.

  • Edmundo Menezes says:

    Vamos lutar até o fim.

  • Jacinto Lamas do Rêgo says:

    Estou aqui matutando:
    1 – Se a prefeitura cobrar o IPTU de acordo com o valor de mercado de cada Imóvel, a população RECLAMA, faz protesto e não paga;
    2 – Contudo, essa mesma população quer que o ESTADO pague tais indenizações, de acordo com o valor de mercado.
    Isso sim, seria 2 pesos e duas medidas.
    Se o IPTU é pago pelo valor venal, as indenizações deverão utilizar o mesmo critério.

    Mas uma coisa é certa, por mais que tentem fazer algo para melhorar, sempre terá um grupo em desacordo.
    Por causa do típico pensamento, como o questionamento da necessidade de haver 4 vias na ponte, é que a nossa bela e combalida cidade encontra-se nesse caos.
    Talvez, por causa dessa mesma linha de pensamento, nunca foi construida outra ponte ligando a zona sul ao centro ou até mesmo ao bairro Teotônio Vilela, pois em vez de vislumbrar o futuro, fica na mesquinhez de atender apenas o presente.
    Meus caros, vocês já pararam para imaginar que essa ponte fará parte de uma obra ainda maior, qual seja a rodovia litorânea da Bahia? Onde futuramente (20 anos, sei lá) será possível realizar uma viagem por todo o litoral do nosso estado, iniciando do extremo sul, cortando todo o litoral da Bahia e ligá-la a linha verde?
    Devemos ser bem mais preciso em nossas argumentações. Essa visão pequena, mesquinha não pode prevalecer.
    Mas, talvez o certo mesmo é deixar como está. Logo, não terá problemas com a população, com o Ibama, seja lá com quem mais se sentir ofendido.

Deixe seu comentário

casinos online no brasil





dom eduardo

lm mudancas

fale conosco













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia