WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
março 2014
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

:: 5/mar/2014 . 19:45

SCAMBO TOCA EM ITABUNA NESTA SEXTA

Ingressos custam R$ 25,00 e estão à venda na BackDoor em Itabuna.

Ingressos custam R$ 25,00 e estão à venda na BackDoor em Itabuna.

ILHÉUS: EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA CELEBRA OS 80 ANOS DE MÃE ILZA MUKALÊ

Mãe Ilza.

Mãe Ilza.

Uma das maiores referências religiosa e cultural da cidade de Ilhéus e região, Mãe Ilza Mukalê, matriarca do terreiro Matamba Tombenci Neto, será tema de uma grande exposição fotográfica nesse mês de março.
Intitulada “Trajetória e Vida de Mãe Ilza Mukalê”, a exposição será montada no foyer do teatro municipal de Ilhéus, entre os dias 10 e 15 de março, e reunirá fotos e vídeos que contam um pouco da sua vida.
A proposta da exposição é celebrar o nascimento de Mãe Ilza, que completa no dia 13 de março, 80 anos de vida e dedicação a um dos mais antigos terreiros da Bahia.
O trabalho está sendo organizado pela professora Valéria Amim e pelo comunicólogo e produtor de audiovisual, Flávio Rebouças e é uma realização da Rede Matamba Tombenci Neto, com o apoio da secretaria de Cultura de Ilhéus e da ONG Gongombira de Cultura e Cidadania.

CONCURSO DO BB COM SALÁRIO DE ATÉ R$ 8,7 MIL TEM INSCRIÇÕES ATÉ 20 DE MARÇO

Banco-do-Brasil-logoO Banco do Brasil abriu inscrições para seleção de candidatos a vagas da carreira de serviços especializados em engenharia de segurança e medicina do trabalho. Os interessados podem se inscrever até o dia 20 de março.
O seleção será feita para formação de cadastro de reserva, em todas as regiões do País, para os cargos de auxiliar de enfermagem do trabalho, técnico de segurança do trabalho, enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho.
As vagas são destinadas a dependências situadas nas capitais de todos os Estados e em Ribeirão Preto (SP). Os salários variam entre R$ 3.673,08 e R$ 8.707,19.
Para cargos de nível superior completo, o valor da inscrição é R$ 83. Para cargos de nível médio completo, as inscrições custam R$ 45.
A prova objetiva terá 30 questões de conhecimento básico, o que inclui língua portuguesa e cultura organizacional, e 40 questões de conhecimento específico. Será cobrada também uma redação. A aplicação das provas está prevista para o dia 4 de maio. O edital está disponível na página da Fundação Cesgranrio na internet.

MEC MUDA ALGUMAS REGRAS DO PROUNI E DO FIES

prouni-35987Ministério da Educação (MEC) mudou este ano algumas regras do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). No Fies, o contrato passa a ser casado ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc), antes opcional. No ProUni, a isenção fiscal passa a ser feita com base nas vagas preenchidas e não mais nas vagas ofertadas, como era até o fim do ano passado.
O Fgeduc existe desde 2009. O fundo cobre a partir de 80% dos contratos não cumpridos. Para isso, a mantenedora paga uma taxa de 5,63% sobre o total do financiamento mensalmente, ou 6,25% da parcela das operações de financiamento. Sem o Fgeduc, caso o estudante ficasse inadimplente, a instituição pagava 15% do valor.
Para os estudantes, a adesão ao Fgeduc faz com que seja dispensada a necessidade de fiador, o que facilita a contratação do Fies. Para as instituições, os custos aumentam, mas segundo entidades do setor, os dois programas ainda são atrativos. Procurado, o Tesouro disse que não comentaria o impacto nas contas públicas.
O diretor de Gestão de Fundos e Benefícios do Fundo Nacional deDesenvolvimento da Educação (FNDE), Antônio Corrêa Neto, disse que cerca da metade das instituições já tinha aderido ao Fgeduc. “Com a mudança, quase a totalidade das instituições já fez adesão ao Fgeduc e permaneceu no programa. O nosso objetivo é democratizar ainda mais o acesso à educação superior na medida em que a adesão favorece os estudantes de baixa renda, que têm dificuldade de conseguir um  fiador”. 
:: LEIA MAIS »

PROJETO TEATRO JOVEM INTERAGE COM ADOLESCENTES DE ILHÉUS

teatroA secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) de Ilhéus, em parceria com a Associação Comunidade Tia Marita, desenvolveu o Projeto Teatro Jovem. A iniciativa contemplou adolescentes assistidos pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) dos bairros da Barra e do Malhado, além de jovens das comunidades do Banco da Vitória, Nossa Senhora da Vitória, Teotônio Vilela e de Olivença, mantidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) local.
A primeira etapa teve duração de três meses e serviu como piloto para a segunda fase, cuja data ainda será definida. O Teatro Jovem manteve dois encontros semanais com oficinas teatrais. “A proposta é encorajar os alunos a participar da ação dramática, em que os temas propostos sejam escolhidos pelo grupo. Além disso, a ideia é estimular cada jovem a encontrar soluções e idealizar modos para confrontar a realidade”, informou Pawlo Cidade, coordenador pedagógico do projeto.
A metodologia aplicada é baseada no teatro-fórum, onde o aluno é protagonista de história. “Em uma cidade onde os índices de violência têm alcançado números alarmantes, causados pelo uso de entorpecentes, ociosidade do jovem ou por motivos banais, o teatro surge como alternativa promissora para proporcionar o aumento da auto estima dos jovens e aprimorar a habilidade de se socializar”, ressaltou.

THIAGO FEITOSA É HOMENAGEADO EM EVENTO RELIGIOSO REALIZADO EM VERA CRUZ

Evento foi realizado no município de Vera Cruz.

Evento foi realizado no município de Vera Cruz.

Na última terça-feira (04), o pré-candidato a deputado estadual, Thiago Feitosa (PSL), foi homenageado como amigo do maior evento sócio-cultural do município baiano de Vera Cruz, o tradicionalíssimo “Com Jesus no Verão”.
No evento, que acontece há 10 anos, na presença de aproximadamente 10 mil fiéis, uma grande corrente de oração foi realizada, pedindo mais solidariedade, compaixão, amor ao próximo e que a Fé guie os caminhos do povo baiano.

CARNAVAL EM ILHÉUS

Júlio Cezar Gomes é professor e advogado | advjuliogomes@ig.com.br

julioNossa cidade tem uma vocação turística, e não tem o direito de não fazer carnaval, como ocorreu no ano passado e em várias gestões de prefeitos anteriores. Sabemos que o custo das bandas locais, de um palanque, de sonorização e outras pequenas despesas é relativamente baixo, e que há verbas do governo estadual e de empresas públicas que podem ser captadas para cobrir ao menos parte destes custos. 

Começou no sábado à noite, e não na sexta-feira, como sempre foi de costume nos carnavais de Ilhéus. Mesmo assim, de forma tímida, vacilante, sem nenhuma decoração específica. Mas o povo veio, embora em pouca quantidade. E foi bom, deu para pular carnaval até 1 ou 2 horas da madrugada, horário em que a última banda encerrou a apresentação.
A segunda noite teve um público melhor, embora nada que lembrasse os grandes carnavais de Ilhéus. É importante dizer que, de fato, este carnaval com bandas locais ou, no máximo, regionais, sem renome na mídia, em nada se compara àqueles que já tivemos em Ilhéus, com bandas e artistas nacionalmente conhecidos. Mas valoriza os artistas de nossa cidade, e talvez por isso muitos deles se apresentam dando o melhor de si.
Na terceira noite já havia uma quantidade de pessoas digna de um carnaval. Os blocos afros, marca do carnaval de Ilhéus, infelizmente se apresentaram muito juntos. Ficou a impressão de que o show proporcionado por estas importantes agremiações poderia ser melhor aproveitado. Mas estavam presentes os elementos que caracterizam um carnaval: presença e alegria popular, e blocos diversos. Ao fim dos shows no palco, uma tremenda chuva alagou completamente a Avenida Soares Lopes. Ninguém controla a natureza.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS: O DESABAFO DE UM MORADOR DA NOVA BRASÍLIA

“Gostaria muito que a população de Ilhéus soubesse o que está sendo feito com os moradores da Nova Brasília, em Ilhéus. O governo do Estado quer construir uma nova ponte, nada contra, mas para isso, famílias serão removidas do local onde moram há anos, após uma vida inteira de lutas e sacrfícios para erguerem suas casas e seus sonhos. De uma hora para outra chegaram pessoas de outros estados e afirmaram, sem nenhum comunicado oficial do governo, que temos apenas dois meses para deixarmos nossas casas.
Eles irão tirar as famílias aos poucos, para a comunidade da Nova Brasília não se manisfestar, pois, quem conhece o projeto dessa ‘ponte monstruosa’, digo monstruosa porque não existe necessidade de uma ponte com quatro vias, sabe que toda a Nova Brasília será desapropriada.
A indenização é irrisória, pois querem dar um valor abaixo do mercado, isso sem falar do valor emocional, porque ninguém colocou suas casas à venda. Estão nos expulsando das nossas residências, mas porque não tiram a Maramata? Será que a resposta é que a Maramata, na verdade um grande elefante branco, é cabide de emprego, onde alguns políticos enchem seus bolsos com milhões todos os anos? Dizem que uma ONG é que sustenta esse projeto, e qu o objetivo é criar projetos de trabalho e educativos para a comunidade, porém, sabemos que nada disso ocorre de fato.
E o colégio estadual Padre Luiz Palmeira? Segundo sei, apenas uma parte será desapropriada. Justamente a que recentemente foi reformada pela quantia de R$ 150 mil. Ou seja, gastaram todo esse dinheiro para depois de pouco tempo, vir um trator e demolir tudo, jogando todo esse dinheiro no lixo.
Quem tem que ser desapropriado é o colégio, que é do estado e a Maramata, que não serve para nada. E tem mais, o porjeto diz que a ponte tem quatro vias, mas, porque será que quando chega nas proximidades do hotel Opaba, a pista passa a ser com duas vias? Será que é pelo fato do dono do hotel ser “peixe grande” e possuir seus contatos políticos? Enquanto isso, as pessoas honestas da comunidade terão que deixar suas casas por um valor ridículo.
Se temos que sair, que paguem um valor que esteja em sintonia com a realidade do mercado imobiliário ilheense. Um valor onde possamos comprar uma nova casa para morarmos no nosso bairro. Só queremos justiça!
Tentem se colocar em nosso lugar e sintam a dor de sair (expulsos) da moradia onde viveu sua vida inteira, onde cada tijolo tem o suor digno do seu trabalho honesto. Para o governo é muito simples, porque não são eles que vão perder suas casas próprias, construídas com amor, carinho e dignidade.
Deixo aqui meu desabafo e minha tristeza de viver em um país que valoriza o futebol, gasta bilhões com estádios, entre outra coisas, com dinheiro que sai do nosso bolso, deixando de lado a saúde e a educação.
Eles riem de nós, por que ficamos de braços cruzados, enquanto fazem o que querem e como querem”.

CONTORCIONISMO GEOPOLÍTICO ESTADUNIDENSE

Charge de Paulo Latuff/ Brasil 247.

Charge de Paulo Latuff/ Brasil 247.

MENINO DE OITO ANOS MORRE ESPANCADO POR PAI QUE QUERIA “ENSINÁ-LO A SER HOMEM”

Um menino de oito anos morreu no Rio de Janeiro após ser espancado pelo pai, que queria ensinar o filho a “andar como homem”.O garoto Alex vivia com a mãe em Mossoró (RN), mas foi enviado à capital fluminense para viver com o pai, já que Digna Medeiros, de 29 anos, não mandava o filho à escola e foi ameaçada de perder a guarda pelo Conselho Tutelar.
Desempregado, Alex André, pai do menino, passou a espancá-lo após descobrir que a criança gostava de dança do ventre e de lavar louça. André já havia cumprido pena por tráfico de drogas.
No último dia 17 de fevereiro, o garoto foi levado a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Vila Kennedy, pela madrasta Gisele Soares.
Segundo o Globo, o garoto teve o fígado dilacerado pelas sucessivas pancadas, o que causou uma hemorragia interna. Além dos inúmeros sinais de violência doméstica, o corpo também apresentava sinais de desnutrição. Alex morava com o pai, a madrasta e outras cinco crianças em um casebre.
Em depoimento à polícia, Alex André disse que o filho tinha que ser “homem”. Após ter a prisão temporária decretada pela juíza Nathalia Magluta, ele foi levado para o Complexo de Gericinó.


wedding dresses
cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia