cerva2A lei que autoriza venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol da Bahia continua dando o que falar. Após ser sancionada pelo governador Jaques Wagner, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) anunciou que vai contestar a nova lei na Justiça.
Até então, a Bahia é o único estado brasileiro a liberar o consumo de álcool nos estádios, desde a publicação da resolução da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em 2008, que proibiu o consumo de bebidas em partidas de futebol.
O promotor de Justiça Olímpio Campinho afirma que a nova lei atende aos interesses econômicos das cervejarias, principalmente a Itaipava, que detém exclusividade na Arena Fonte Nova.  “É motivo de vergonha nacional. Conversei com promotores de outros estádios e eles ficaram estarrecidos. Vai contra o interesse publico, e beneficia apenas quem tem interesse econômico”, explicou o promotor Olímpio Campinho.
O promotor informou que ainda não há uma data concreta para contestar. “Iremos analisar, da melhor forma possível, qual o tribunal, e qual a melhor instância. Vamos contestar no momento apropriado”, disse.
O decreto, publicado no Diário Oficial na sexta-feira (14), foi assinado a despeito do posicionamento contrário da Polícia Militar da Bahia, que emitiu parecer por meio do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos, e do próprio MP-BA.