Anúncio do investimento foi feito hoje durante solenidade em Salvador.

Anúncio do investimento foi feito hoje durante solenidade em Salvador.

O Governo do Estado vai investir R$ 60,2 milhões no Carnaval 2014. O anúncio foi feito nesta terça-feira (18), durante o lançamento do Carnaval realizado no Hotel Sheraton Bahia, no Campo Grande. O diretor-presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães integrou a mesa solene do evento.
A Companhia de Gás da Bahia, numa ação coordenada pelo Governo do Estado, junto a outros organismos, está apoiando o carnaval da Bahia. Há quase uma década, a  Bahiagás desenvolve ações institucionais durante o Carnaval. Em 2007, intensificou sua participação como apoiadora de ações do Governo do Estado, alcançando maior visibilidade ao patrocinar grandes nomes da música baiana, diversos trios e blocos tradicionais, marcando presença em todos os circuitos do desfile.
Destaque para o trio independente Armandinho, Dodô e Osmar, patrocinado pelo oitavo ano consecutivo. Um dos mais importantes do Carnaval, o trio resgata o espaço do folião pipoca e preserva a memória da Fubica, precursora do trio elétrico. “Manter esse trio firme na Avenida é uma demonstração de responsabilidade e respeito com a cultura popular”, ratificou Davidson Magalhães.
Os investimentos feitos pelo Governo do Estado foram divididos da seguinte forma: R$ 32 milhões na segurança. Serão 24 mil policiais, 150 câmeras de monitoramento e a novidade deste ano, que é o Centro Integrado de Gestão de Emergências (CIGE), que será no Parque Tecnológico e coordenará o trabalho de segurança pública e defesa civil. Na saúde o investimento é de R$ 2 milhões. Na cultura foram R$10 milhões, destaque para os programas Ouro Negro, que apoia os blocos afros e indígenas e o Carnaval Pipoca, que garante a diversidade de ritmos na folia. Também foi investido no turismo e em assistência social, como o programa para ajudar os catadores de latinhas e um espaço para acolher filhos de trabalhadores que vão aturar nos circuitos. 
Estiveram presentes no evento, além do governador Jaques Wagner, o secretário da Casa Civil, Rui Costa, o secretário de Comunicação, Robinson Almeida, o secretário de Desenvolvimento, Cultura e Turismo de Salvador, Guilherme Bellintani, entre outras autoridades. Também houve apresentações dos Filhos de Gandhi, do bloco Ilê Aiyê e outros blocos afros e indígenas.