WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
fevereiro 2014
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

:: 16/fev/2014 . 14:00

ITABUNA: ESTUDANTE AFIRMA TER SIDO AGREDIDA POR PM DURANTE LAVAGEM DO BECO DO FUXICO

violência policial
Em contato com a nossa redação, uma estudante da cidade de Itabuna, afirmou que durante a tradicional Lavagem do Beco do Fuxico, sucedida no último sábado (15), em Itabuna, presenciou uma cena de violência policial contra uma mulher e, ao se dirigir ao autor da agressão para reclamar do ato, acabou também sendo agredida.
Segundo a estudante, ela flagrou o exato momento em que um policial militar, lotado no 15º Batalhão de Itabuna, identificado como sendo o soldado Oliveira, deu uma violenta cotovelada em uma mulher de cor negra que dançava, apenas porque ele desejava passar.
Revoltada, a estudante resolveu reclamar junto ao policial, da violência que acredita ter sido sem necessidade, porém, segundo ela, acabou sendo agredida também.
A estudante afirma que vai prestar queixa na delegacia.

EM NOTA OFICIAL, PSOL DESMENTE ACUSAÇÕES DE QUE FINANCIA BLACK BLOC EM MANIFESTAÇÕES

psolAtravés do seu portal na internet, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), se pronunciou oficialmente sobre o que eles classificam de manchete mentirosa, publicada pela revista Veja, da editora Abril. 
Confiram a nota na íntegra:
Diante da matéria publicada nesta quinta-feira (13), no portal da Revista Veja, intitulada “Vereadores do PSOL financiam black bloc em manifestações”, a direção nacional do partido esclarece:
1 – O PSOL nunca financiou o grupo autodenominado Black Bloc nem quaisquer grupos que tenham cometido atos violentos. E mais, nosso partido não possui identidade com tais agrupamentos anarquistas e repudia seus métodos de ações individualistas e violentas.
 
2 – As ilações feitas pelo advogado dos dois rapazes presos de que partidos políticos financiam manifestantes para promover depredações carecem de comprovação por parte do denunciante e em nada podem se referir ao nosso partido. Cabe lembrar que este advogado já defendeu o deputado estadual Natalino, um dos criminosos ligados às milícias no Rio de Janeiro.
 
3 – É totalmente absurda a manchete da matéria da Veja. Os dois vereadores citados na matéria (Renato Cinco e Jeferson Moura) foram eleitos pelo partido e somente o primeiro permanece nos quadros partidários (o vereador Jeferson faz parte da Rede de Marina Silva). Afirmar que doação de 300,00 para o movimento social é financiamento de black bloc é uma ofensa à inteligência do povo brasileiro. É papel dos parlamentares, especialmente aqueles comprometidos com a defesa dos direitos do povo, auxiliar os grupos de moradores, estudantes, trabalhadores que lutam por melhorias nas condições de vida.
 
4 – No caso divulgado pela revista, o valor de 300 reais é relativo à doação para a Ceia da Miséria, evento natalino promovido por movimentos sociais com os moradores de rua da Cinelândia, realizado em 23 de dezembro do ano passado. Ou seja, nada relacionado com a afirmação falsa que se tenta induzir no título da matéria.
 
5 – A orquestração é clara: tentar criminalizar os movimentos sociais que lutam por seus direitos, colocando todos os seus participantes como baderneiros ou até criminosos. E tornar combativos parlamentares em cúmplices da  morte do cinegrafista da Band. E mais, é uma tentativa nítida de atacar nosso partido, primeiro na figura do deputado Marcelo Freixo, agora na pessoa do vereador Renato Cinco, visando impedir a identificação dos que lutam por seus direitos com a plataforma partidária.
 
6 – O PSOL não se surpreende com estes ataques. Os brasileiros que assistiram ao filme Tropa de Elite 2 puderam ver de modo claro os mecanismos que utiliza o sistema contra os que defendem a luta contra a corrupção, os esquemas mafiosos e os interesses públicos. O filme é inspirado numa história real: a luta da CPI das milícias que foi dirigida pelo deputado Marcelo Freixo e que levou à prisão mais de 500 bandidos, entre eles inúmeros políticos, como o próprio ex-deputado Natalino citado acima.
 
7 – O PSOL não tem ligação com Black Bloc, mas tem profundas ligações com as demandas apresentadas pelas manifestações que tomaram conta do país desde junho. O não atendimento destas demandas pelas autoridades, associada à constante e recorrente violência policial, é o que mantém o povo na rua lutando por seus direitos.
 
8 – Nosso partido tem mais de 100 mil filiados em todo o país e milhões de amigos Brasil afora. Continuaremos conclamando todos os nossos militantes a participar das lutas de nosso povo. Continuaremos apoiando atos que reivindiquem melhoria na qualidade dos serviços públicos e denunciem os gastos abusivos nas obras da Copa e denunciaremos todas as provocações e atos irresponsáveis que apenas ajudam a repressão e afastam o povo das ruas.

BLACK BLOC DE SP PROMETE RADICALIZAR NA COPA, E NÃO DESCARTA ATAQUES ÀS DELEGAÇÕES ESTRANGEIRAS

ESTADÃO
De acordo com um dos manifestantes, o objetivo é mostrar para os estrangeiros que o País não tem segurança e fazê-los desistir de ficar no Brasil.

De acordo com um dos manifestantes, o objetivo é mostrar para os estrangeiros que o país não tem segurança e fazê-los desistir de ficar no Brasil.

Mesmo após o uso de um rojão causar a morte do cinegrafista Santiago Andrade em um protesto no Rio, os adeptos da tática black bloc, em São Paulo, prometem radicalizar durante as manifestações contra a Copa do Mundo e não descartam nem mesmo ataques contra delegações de times estrangeiros.
“Nossa tática nunca foi ferir civis, mas, se não formos ouvidos, a gente vai dar susto em gringo. Não queremos machucar, mas se for preciso ‘tacar’ (coquetel) molotov em ônibus de delegação ou em hotel em que as seleções vão ficar, a gente vai fazer”, disse, em entrevista ao Estado, o estudante Pedro (nome fictício), adepto da tática em São Paulo.
Segundo ele, as ações são discutidas pelos black blocs, que estão organizados no que chamam de células – pequenos grupos de até 30 pessoas que participam dos protestos juntos. “A gente evita falar pelo Facebook. Essas estratégias combinamos pessoalmente ou pelo Whatsapp. Para te dar essa entrevista, eu tive de consultar os outros adeptos”, contou.
Em São Paulo, são pelo menos dez células. “No total, devem ser uns 300 participantes que são realmente ativos, mas, na Copa, tenho certeza de que o número será maior. Acho que vão ser mais de mil”, afirma.
De acordo com o manifestante, o objetivo é mostrar para os estrangeiros que o país não tem segurança e fazê-los desistir de ficar no Brasil. “Se uma seleção sentir que há risco de vida, eles vão querer continuar aqui? Não somos contra a Copa do Mundo nem contra o futebol. A nossa luta é por uma educação e uma saúde melhores”, afirmou o jovem, morador de Itaquera, na zona leste.
Ele disse que a morte do cinegrafista da Band foi uma fatalidade e que os responsáveis pela ação não são black blocs.
:: LEIA MAIS »

ILHÉUS: POUSADA ATORMENTA VIZINHANÇA NO CURURUPE

Em contato com a nossa redação, uma leitora denunciou que a pousada Ecológica, situada no Cururupe, litoral sul da cidade, está literalmente tirando a paz das pessoas que residem nas proximidades.
Segundo ela, a pousada funciona também como bar, e o som alto, tocado quase o dia todo no estabelecimento, atormenta a vizinhança.
A leitora afirma que a polícia não atende os chamados para a área, e ressalta que a citada pousada não possui alvará para funcionar como bar.

LIBERADA VENDA DE BEBIDA ALCOÓLICA EM ESTÁDIOS E ARENAS ESPORTIVAS DA BAHIA

Quem vender bebidas para menores de 18 anos pode deixar de comercializar o produto de 30 a 360 dias, além de pagar multa.

Quem vender bebidas para menores de 18 anos pode deixar de comercializar o produto de 30 a 360 dias, além de pagar multa.

A venda de bebidas alcoólicas em estádios de futebol na Bahia foi autorizada pelo governador Jaques Wagner, em decreto publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (14).Com isso, a venda e o consumo de bebidas alcoólicas está permitido em bares, lanchonetes e congêneres destinados aos torcedores, bem como nos camarotes e espaços VIP dos estádios e arenas.
As bebidas expostas à venda, embora possam vir em recipientes metálicos ou de vidro, somente poderão ser vendidas e entregues aos consumidores em copos plásticos, cujo recipiente não tenha capacidade superior a 500 ml (quinhentos mililitros).
Ainda de acordo com a lei, o fornecedor das bebidas deverá ser habilitado, mediante obtenção de alvará municipal específico, laudos técnicos da Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Quem vender bebidas para menores de 18 anos pode deixar de comercializar o produto de 30 a 360 dias, além de pagar multa.
“Acho que o Estado não pode querer controlar a vida de cada cidadão. Acredito na responsabilidade de cada torcedor e o que ele faz dentro do estádio”, afirmou Wagner no início de fevereiro, época em que o projeto ainda era avaliado. 

PALESTRA PARA CALOUROS ABORDA PAPEL DAS FACULDADES EM ILHÉUS

Ministrada pelo doutor em Direito, Helvécio Giudice Argollo, palestra foi voltada para alunos novos da Faculdade de Ilhéus.

Ministrada pelo doutor em Direito, Helvécio Giudice Argollo, palestra foi voltada para alunos novos da Faculdade de Ilhéus.

Integrando o programa de recepção aos calouros do primeiro semestre de 2014, a Faculdade de Ilhéus promoveu uma palestra, na última quarta-feira, sobre o tema “Aprendizado e/ou alienação: O papel das Faculdades”, proferida pelo doutor em Direito, Helvécio Giudice Argollo, juiz da 1ª Vara de Família da Comarca de Ilhéus, professor de Direito Processual e Penal da UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz), e graduando de Psicologia. 
O evento foi realizado no auditório Professor Adélia Melo, que ficou completamente lotado pelos novos alunos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Nutrição, Psicologia e Odontologia. Estiveram presentes a diretora acadêmica, Sandra Milanesi, a coordenadora do curso de Direito, Daniela Haun,  professores, e o secretário acadêmico Paulo Castro.
O palestrante falou sobre o papel das instituições de ensino superior no processo de desalienação. “Eu escolhi esse tema pensando em aprendizado como algo que é pedagógico, que a universidade ou faculdade têm um papel em relação ao aprendizado. Então, questionar as coisas que nos são passadas será o fio condutor da nossa palestra. E questionar não significa derrubar as coisas que nos são passadas, mas saber questionar é fundamental”, disse ele.
O juiz e professor chamou a atenção dos estudantes para o processo de aprendizagem nas faculdades. “Tudo que vocês vão escrever daqui pra diante, no que diz respeito aos trabalhos acadêmicos, vai exigir o que a gente chama de fundamentação ou marco teórico. Nas universidades, de uma maneira geral, com a responsabilidade acadêmica que vocês vão começar a construir, nenhuma vírgula,  nenhuma palavra que vocês falem, pode ficar destituída de uma referência bibliográfica. Isso consiste em marco teórico. A partir daí, vocês vão adquirindo autoridade ao longo do aprendizado para ser alguém que diz, mas sempre fundamentado. Ninguém pode bater no peito e dizer ‘eu acho isso’. Na academia, esse verbo achar é proscrito”, alertou Helvécio Argolo.
:: LEIA MAIS »

UM QUARTO DOS AMERICANOS IGNORA QUE A TERRA GIRA EM TORNO DO SOL

IdiotaUm quarto dos norte-americanos não sabe que a Terra gira à volta do Sol e mais de metade desconhece que o antepassado do homem foi um símio, revela um estudo feito pela Universidade Estadual de Michigan, nos Estados Unidos, cujos resultados foram apresentados na última sexta-feira, na reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência, em Chicago, que começou dia 12 e termina a 17 de Fevereiro.
Uma sondagem feita a cerca de 2200 pessoas mostrou que apenas 74% sabia que a Terra gira em torno do Sol, e 52% ignora que o homem descende de símios. O questionário tinha nove perguntas elementares sobre física e biologia. Em média, o número de respostas certas foi de 6,5.
Apesar dos resultados, 90% dos norte-americanos questionados declararam-se “muito interessados” ou “moderadamente interessados” nas novas descobertas na medicina. Cerca de 60% dos norte-americanos já foram a um jardim zoológico, a um aquário, a um museu de história natural ou de ciências e tecnologia.
Por outro lado, perto de 90% dos participantes deste questionário defende que os benefícios das ciências ultrapassam os perigos potenciais do desenvolvimento científico. Por fim, um terço das pessoas considera que a ciência e a tecnologia deveriam ser mais financiadas.
Segundo o inquérito, mais de 90% dos norte-americanos estimam que os cientistas “ajudam a resolver problemas difíceis” e que “trabalham para o bem da humanidade”, sublinha John Besley, professor-adjunto de relações públicas da Universidade Estadual do Michigan, que analisou os resultados da sondagem e apresentou-os na conferência.
Este inquérito é realizado de dois em dois anos e faz parte de um relatório sobre ciência e engenharia do conselho nacional americano da ciência que é enviado para o Presidente e para o Congresso dos Estados Unidos.

MARCHINHA QUE IRONIZA “HELICÓPTERO DO PÓ” VENCE CONCURSO EM MINAS

A música ‘Baile do Pó Royal’ foi a vencedora do 3º Concurso de Marchinhas Mestre Jonas do carnaval de Belo Horizonte . A grande final foi realizada na madrugada deste sábado (15) na quadra do Grêmio Recreativo e Escola de Samba Cidade Jardim. Os campeões levaram o prêmio de R$ 5 mil.
A canção fala sobre o episódio envolvendo a apreensão de mais de 400 quilos de cocaína no helicóptero da família do senador Zezé Perrela (PDT-MG) no fim do ano passado. A marchinha foi composta por Alfredo Jackson, Joilson Cachaça e Thiago Dibeto. Gustavo Maguá, Oleives, Thiago Dibeto e Vitor Velloso foram os interpretes.
Segundo a organização, neste ano, foram inscritas 119 marchinhas no Concurso Mestre Jonas, que em sua 3ª edição já se consolida como evento tradicional do carnaval da capital mineira. O tom crítico e irreverente das músicas em relação, principalmente, a política são temáticas recorrentes.
As 12 marchinhas finalistas foram executadas pelos respectivos intérpretes e por uma banda formada por Thiago Delegado e outros 10 músicos. Um corpo de cinco jurados escolheu as três melhores canções e o público presente definiu a ordem de premiação.
Além do dinheiro, os vencedores se apresentam no desfile da “Banda Mole”, no sábado, 22 de fevereiro, na Avenida Afonso Pena, centro de Belo Horizonte.

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia