violência
Uma pesquisa realizada em 56 países e publicada, na quarta-feira (12), na revista de saúde The Lancet, mostra que uma em cada 14 mulheres já foi vítima de abuso sexual, pelo menos uma vez na vida, por alguém que não seja seu parceiro. O estudo mostra que a situação varia a depender do país.
A taxa de mulheres que são abusadas na região central da África Subsaariana, por exemplo, chega a 20%. No geral, em média, 7,2% das mulheres com 15 anos ou mais dizem ter sido violentadas. Ao reunir estudos publicados ao longo de 13 anos (1998–2011), os cientistas identificaram 77 trabalhos válidos e recolheram dados sobre 412 estimativas em 56 países.
Os autores do estudo dizem, ainda, que os números podem subestimar a verdadeira magnitude do problema, já que o estigma e a culpa associados à violência sexual, levam as vítimas a não denunciarem. A taxa de abusos é de 17,4% na Namíbia, África do Sul e no Zimbabue; 16,4% na Nova Zelândia e Austrália; 4,5% na Turquia; 3,3% na Índia e em Bangladesh.
Na Europa, os países do Leste (6,9% na Lituânia, Ucrânia e no Azerbaijão) têm porcentual mais baixo do que os do Centro (10,7% na República Tcheca, Polônia, Sérvia, em Montenegro e Kosovo) e do que os do Ocidente (11,5% na Suíça, Espanha, Suécia, no Reino Unido, na Dinamarca, Finlândia e Alemanha).