carteiro-correiosOs Correios realizarão, nesta sábado (8) e domingo (9), mutirões para atualizar a entrega de cartas e encomendas nas localidades atingidas pela paralisação parcial de trabalhadores. Na Bahia, o movimento – que foi deflagrado em 13 estados – começou no dia 31 de janeiro.
De acordo com a assessoria de imprensa dos Correios do Brasil, um levantamento realizado, nesta quinta-feira (6), mostrou que 95% do efetivo (119.162 trabalhadores) não aderiu à paralisação e que 83,55% dos empregados baianos trabalharam normalmente.
Ainda segundo a empresa, as agências estão abertas e todos os serviços, inclusive o SEDEX, estão disponíveis – com exceção dos serviços de entrega com hora marcada em algumas localidades.
O Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos no Estado da Bahia (Sincotelba) reclama que houve quebra de acordo da estatal relativo à manutenção do atual plano de saúde (CorreiosSaúde) e exigem a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários 2008. Os Correios ingressaram com ação preparatória junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) com a solicitação de suspensão da paralisação.
A empresa afirmou que não haverá nenhuma alteração no atual plano de saúde dos trabalhadores e que nenhuma mensalidade será cobrada. Informou, ainda, que os dependentes regularmente cadastrados serão mantidos e o plano de saúde não será privatizado.