Número de homicídios caiu do lado de lá da ponte. Imagem: PM.

Número de homicídios caiu do lado de lá da ponte. Imagem: PM.

O comando da 69ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em Ilhéus, divulgou, nesta sexta-feira (07), balanço das ações realizadas em 2013 e do número de homicídios, prisões e apreensões ocorridas na zona sul da cidade, área de cobertura da CIPM.
Segundo os dados da companhia, num comparativo entre 2012 e 2013, o número de homicídios registrados caiu drasticamente: de 39 para 26 no ano passado. De acordo com a corporação, a redução de 33% se deu por causa das ações de inteligência da PM, além da renovação da frota e do aparato policial à disposição.
Os meses de junho e novembro foram os mais violentos. Em cada um foram registradas 4 crimes do tipo. Os bairros mais violentos foram o Nossa Senhora da Vitória e Nelson Costa e Ilhéus II.
Em toda zona sul da cidade, a CIPM registrou, em 2013, também, 43 apreensões de armas ilegais, um aumento de 65% se comparado a 2012.
Prisões por tráfico de drogas também apresentaram grande crescimento. Em 2012, foram conduzidas 15 pessoas pelo crime. No ano passado, 50 foram autuados. As conduções à delegacia por outros crimes chegaram a 265 em 2013.
O balanço foi considerado positivo pelo comando da companhia, principalmente por causa da redução de homicídios e da retirada de armas das ruas.
Em nota, A CIPM considera como pontos positivos ao trabalho policial as melhorias na estrutura da corporação, mas destaca a falta de infraestrutura nos bairros, como falta de iluminação, asfaltamento e também a pouca participação dos moradores na elucidação de crimes e para realizar denúncias como impeditivos ao trabalho.