WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ilheus brindes
janeiro 2014
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: 14/jan/2014 . 18:47

MAIS UMA CIDADE APROVA COMÉRCIO LEGAL DE MACONHA

maconha (1)
Quarta maior cidade da Itália, Turim se tornou a primeira a aprovar a liberalização da maconha para fins recreativos no país. A medida passou pela Câmara Municipal nesta terça-feira por uma estreita margem: 15 votos a favor, 13 contra e seis abstenções.
Os parlamentares votaram em duas propostas. A primeira prevê o uso de cannabis para fins terapêuticos, seguindo o exemplo das regiões da Toscana, Vêneto e Ligúria, que já aprovaram a prática. A segunda pede ao Parlamento a abolição da lei Fini-Giovanardi – considerada por muitos analistas restritiva e a causa da superlotação nas prisões – e dá sinal verde para produção e venda direta da substância para fins recreativos.
O pioneirismo de Turim pode influenciar outras cidades italianas a seguirem o mesmo caminho. Segundo o legislador Marco Grimaldi, Milão já pediu acesso ao documento aprovado para estudá-lo.
Um dos principais objetivos é mudar de um estilo proibitivo a uma postura para produção legal e distribuição das drogas consideradas leves, como a cannabis e seus derivados.

CAIXA DEVOLVE R$ 719 MILHÕES A CLIENTES. SAIBA COMO OBTER

dinheiro
Os clientes da Caixa Econômica Federal que tiveram suas contas de poupança encerradas, de 2005 a 2011, sem notificação têm direito a pedir de volta o saldo existente, a qualquer tempo, segundo informou a instituição financeira na segunda-feira (13). Para fazer o resgate basta ir a uma agência e apresentar um documento de identidade.  Ao todo são R$ 790 milhões que serão devolvidos a mais de 490 mil clientes. 
A Caixa explica que encerrou as contas que apresentavam CPF ou CNPJ irregular. No entanto, de acordo reportagem da revista Isto É, a instituição foi acusada pela Controladoria Geral da União de inflar o lucro do balanço anual de 2012 com os valores entre R$ 5 mil e R$ 100 mil de cada uma das 525.527 de contas encerradas (e não 490 mil –  como informado pelo banco). 
Em resposta às acusações, a Caixa disse que as contas tinham irregularidades cadastrais e, por conta disso, deveriam ser fechadas. No entanto, segundo os técnicos da CGU e os analistas do Banco Central, as normas citadas não se aplicam no caso de encerramento de poupanças – afinal, isso só vale para contas abertas com documentação fraudulenta – e muito menos prevê a apropriação dos valores pela CEF.
De acordo com a lei, mesmo se as contas estivessem com indícios contra a administração pública, o que não era o caso, a Caixa ainda precisaria comunicar cada um dos casos à Polícia Federal, que investigaria o indício de fraude e, se confirmado, autorizaria o encerramento da conta.
:: LEIA MAIS »

JABES TIRA FÉRIAS. MERECE?

jabes risadaUm ano e 14 dias depois de assumir pela quarta vez o comando do Palácio Paranaguá, o prefeito Jabes Ribeiro vai tirar férias.
Segundo o Jornal Bahia Online, o prefeito vai baixar decreto concedendo a ele mesmo dez dias de descanso.
Nesse período, a caneta ficará sob a guarda do vice e secretário de indústria, Cacá Colchões.
Perguntinha de fim de tarde: Você, caro leitor, acha justa as férias do prefeito? A seção de comentários está aberta para que opine.

PMDB AMEAÇA DEIXAR GOVERNO DILMA SE NÃO GANHAR NOVO MINISTÉRIO APÓS REFORMA

A cúpula do PMDB cogitou, nesta segunda-feira (13), antecipar de junho para abril a convenção nacional que discutirá os rumos da legenda durante as eleições neste ano.
De acordo com informações obtidas pela Folha de São Paulo, a proposta é resposta à resistência da presidente Dilma Rousseff (PT) em conceder mais um ministério para a sigla, que já dirige cinco pastas – Minas e Energia, Previdência, Turismo, Agricultura e Secretaria de Aviação Civil – e pode pôr em risco o apoio do PMDB ao governo petista durante o processo de sucessão presidencial.
O Palácio do Planalto, segundo a publicação, ainda vê o gesto como blefe e, ao menos por ora, duvida de uma saída drástica como essa. Em conversa preliminar com o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), a líder do Executivo teria afirmado que precisa contemplar outros aliados, como PTB, Pros e PSD, e evitar que eles migrem para o campo da oposição.
Durante a reunião, Dilma decidiu manter o Ministério da Cidades, visado pelo PMDB, sob o comando do PP, para evitar que o correligionário circunde o terreno dos principais adversários do PT no pleito deste ano.

CACÁ COLCHÕES E O NEFASTO PESO DO JABISMO

Cacá em outros carnavais. Foto: José Nazal.

Cacá em outros carnavais. Foto: José Nazal.

Caso resolvêssemos analisar a figura do então jovem empresário Cacá Colchões (PMDB), há três ou quatro anos, veríamos nele uma promissora liderança política, com grandes condições de vir a se tornar, em um futuro próximo, possivelmente, o prefeito de Ilhéus.
Mas eis que em meados de 2012, no afã do fechamento das coligações que disputariam o comando da prefeitura de Ilhéus, o rechonchudo político aceitou o “beijo da morte” do jabismo e resolveu marchar ao lado do candidato do PP, como seu vice.
E hoje, o grupo que abraçou, vem, gradativamente, tratando de apagá-lo politicamente. Isso, até porque sabe-se muito bem, não é uma característica do prefeito Jabes Ribeiro, fazer sucessores.
Mas as coisas tendem a mudar com a proximidade das eleições para governador nesse ano. Aliás, como muitos analistas políticos já previam.
Tudo indica que Cacá pulará fora do barco jabista, já que o PP de Jabes, como um bom partido parasita que se preze, contrariará suas convicções íntimas e marchará ao lado do PT no pleito para governador.
Coisa que o PMDB de Cacá não fará, já que tudo indica que lançará a candidatura do seu cacique mor em solos baianos, Geddel Vieira Lima.
Poderá ser a chance de Cacá se livrar de uma das piores máculas de sua precoce trajetória política, e tentar começar do zero, dessa vez, longe das influências nefastas do que há de pior em matéria de política no estado: o jabismo.
Cacá, não pestaneje, a sorte pode estar soprando a seu favor.

BRINQUEDOTECA NO HERNANI SÁ

Com a reativação da Brinquedoteca Monteiro Lobato, da Escola Municipal Darcy Ribeiro – Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (CAIC) – os moradores do Hernani Sá, zona sul de Ilhéus, ganharam mais um espaço de socialização, uma vez que não apenas os estudantes da unidade, mas também as crianças da comunidade poderão usufruir dos serviços prestados.  
A visitação dos menores que não estudam no CAIC será  combinada entre a direção e a Associação de Moradores do Bairro, que deve formar grupos interessados.
A revitalização do espaço, entregue à comunidade na última sexta-feira, dia 10, incluiu pintura geral, substituição dos brinquedos e reposição de livros, e é resultado do investimento da Brasilgás. 
A brinquedoteca atende crianças na faixa etária entre quatro e cinco anos, com o objetivo de ampliar o processo educacional, ensinando de modo lúdico ações importantes no cotidiano como compartilhar ideias e objetos, o respeito ao próximo e o conhecimento dos limites próprios e do outro. Desse modo, a Seduc amplia o processo de socialização entre os alunos, estimulando a produção e troca do conhecimento.

QUEM MEXEU NA MINHA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO?

MATHEUS PICHONELLI/ CARTA CAPITAL
rolezinho-no-shopping-1387195835176_300x300Especialistas trarão mil e uma teorias sobre o fenômeno surgido como novidade no início do ano (as chacinas na periferia da maior cidade do interior paulista ou nos presídios do Nordeste não são fenômenos novos: são déjà vu, ocorrem dia sim, dia não, e, exceto pelas imagens da barbárie, não chocam nem comovem o grosso da opinião púbica).
O rolezinho da periferia, por sua vez, não só choca como divide: o presídio e o beco estão longe, mas a praça de alimentação é quase um quintal vilipendiado.  Assim, o fenômeno chama a atenção menos pelo que significa e mais pelo que provoca: de um lado, aplausos de quem vê na mobilização um novo verniz para a luta de classes; de outro, os relinchos dos apavorados de plantão que agora se veem invadidos e a perigo (não bastasse o alargamento das portas nas rodoviárias e aeroportos).
Há, até aqui, muita confusão sobre o evento. Como alertou tempos atrás o meu amigo Leandro Beguoci, há uma periferia dentro do centro e um centro dentro da periferia; logo, o centro que frequenta o shopping na Zona Leste não é o mesmo que circula no shopping da Faria Lima. Da mesma forma, não está em xeque o conceito de espaço público, mas de alargamento de espaço privado: as portas de sensor automático dão a impressão de que o monstro encravado na cidade onde antes havia um lago ou uma praça dão a falsa sensação de que o espaço é aberto a todos, mas a segurança particular nos lembra que “todos” não são “qualquer um”. Esse é o ponto que liga o presente ao passado. Um estrangeiro que desembarcasse hoje ou há 50 anos a um shopping da capital paulista mal perceberia que estava no Brasil, um país de maioria negra e parda que há séculos mantém espaços cativos nos colégios e universidades de ponta, cafés, centros culturais e as redações – sim, sem exceção. A população com cara de população, quando entra nesses espaços, é para trabalhar ou servir.
Em um shopping center, não se paga pelo produto. Paga-se pela experiência. Pela sensação de ter acesso a uma ordem distinta dos atropelos das ruas ao estilo 25 de Março. A sensação de não passar calor. De estar protegido. De não ser qualquer um. (Para preservar a ideia, ou o fetiche, é necessário desdenhar os barracos na hora de estacionar ou de pegar fila no caixa do shopping).
:: LEIA MAIS »

CADÊ O “DOMINGO NA AVENIDA”?

Tal projeto da prefeitura de Ilhéus, segundo foi anunciado, reservaria aos domingos uma das pistas da avenida Soares Lopes para que ilheenses e turistas pudessem, em segurança, correr, andar de bicicleta, etc.
Porém, em contato com a nossa redação, um leitor afirmou que no último domingo foi até a citada avenida dar uma corridinha e percebeu que os carros estavam transitando pelas duas pistas.
“Será que o fechamento foi só para que a TV pudesse filmar?”, questiona o leitor.

FUNCIONÁRIOS DA COELBA CRUZAM OS BRAÇOS

coelbaServiços essenciais oferecidos pela Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) estão paralisados desde segunda-feira (13) em Salvador e mais 11 cidades, entre elas, Itabuna.
Segundo o G1, após reunião na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), em Salvador, o sindicato da categoria e a empresa não entraram em consenso a respeito dos reajustes no plano de saúde dos funcionários.
Em Juazeiro, ao norte do estado, foram afetados setores como atendimento, departamento comercial e operações, mas as chamadas de urgência estão sendo atendidas. Além de Juazeiro, Salvador e Itabuna, funcionários da Coelba também estão parados em Camaçari, Teixeira de Freitas, Bom Jesus da Lapa, Barreiras, Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Eunápolis, Paulo Afonso e Serrinha.

ROLEZINHO NO SHOPPING DE ILHÉUS

Rolezinho? Foto: reprodução google street view.

Rolezinho? Foto: reprodução google street view.

Movimento surgido espontaneamente em shoppings de São Paulo, o “rolezinho” tem a intenção de marcar encontros nesses centros comerciais para integrar a juventude negra e pobre num espaço dominado pela classe média, branca e, quase sempre, preconceituosa.
Os “rolezinhos” assustam os frequentadores rotineiros dos shoppings paulistas. Apesar de nunca ter sido registrado furto, depredação ou outra atitude violenta durante os encontros, os centros de compras têm reforçado a vigilância e até impedido, judicialmente, a realização dos “rolés”, veja aqui.
Precisa nem dizer que, em Ilhéus, não tem shopping. Ainda assim, numa resenha na rede social facebook, um grupo tem promovido um “rolezinho” no shopping popular, localizado no Centro da cidade, próximo ao terminal urbano.
Por lá, nada de lojas caras, praça de alimentação ou qualquer coisa do tipo, mas a diversidade é grande, principalmente de produtos chineses.

dom eduardo

arquiteto











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia