WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus shopping jequitiba Neste site
dezembro 2013
D S T Q Q S S
« nov   jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: 19/dez/2013 . 17:13

PLANO DE COMBATE A DENGUE EM ILHÉUS É DISCUTIDO

dengue (1)Os sanitaristas da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), João Emanuel Araújo e Agnaldo Orrico, reuniram-se nesta quinta-feira, dia 19, com o comitê técnico da Secretaria de Saúde de Ilhéus para discutir o Plano de Contingência da Dengue para o ano de 2014. 
Araújo e Orrico são técnicos da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab responsáveis pelo monitoramento do sistema de informações que acompanha diariamente os fatos relacionados à dengue no Estado. Nesse sentido, a visita serve para ajustar as diretrizes que nortearão o Plano de Contingência da dengue para o próximo ano.
Nesta sexta-feira, dia 20, pela manhã, os técnicos continuarão discutindo com o secretário municipal de Saúde, Antonio Ocké, e, à tarde, realizarão nova reunião do comitê que elabora o plano de ações para prevenção, controle e combate à dengue na zona urbana do município. Os sanitaristas da Sesab alertaram para o risco potencial de uma epidemia na região, considerando a ocorrência de um surto da dengue, este ano, no Extremo Sul do Estado. “Historicamente, os pesquisadores observaram dados entomológicos e epidemiológicos, no Rio de Janeiro, que apontam para a migração do mosquito de uma região para outra”, explicou João Emanuel Araújo.
Conforme Araújo, “é importante que se diga que o combate a dengue deve ser que encarado por todos os segmentos da sociedade porque não é um problema restrito à saúde, mas uma ocorrência que afeta toda a população”. De acordo com a coordenadora do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Sesau, Patrícia Dickie, o último Levantamento de Índice Rápido (LIRA) revelou que o nível de infestação do mosquito Aedes aegypti é maior nos altos da Boa Vontade, do Basílio, Novo Vilela, do Carvalho e do Formoso, e nos bairros do Salobrinho, Sapetinga, Princesa Isabel, Teotônio Vilela, Ilhéus II e Cidade Nova. 

VAGAS NO TRT COM SALÁRIOS DE ATÉ R$ 22 MIL

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) está com vagas abertas para os cargos de juiz substituto, analista e técnico judiciário nos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Alagoas.
Os salários vão de R$ 4.635,03 (nível médio) a R$22.854,47 (juiz substituto). Em Alagoas, os candidatos devem ficar atentos: as inscrições vão até as 14h desta sexta-feira (20).
Em São Paulo, os candidatos vão disputar 329 vagas em diferentes áreas e formação. Os salários podem ir de R$ 4.635,03 a R$ 9.188,20. As inscrições vão até as 14h do dia 17 de janeiro de 2014 e a prova está prevista para o dia 23 de fevereiro. (Confira aqui o edital).
Para quem tem graduação em Direito, são dois cargos: analista judiciário (62 vagas, com salário de R$ 7.566,42) e analista judiciário – especialidade Oficial de Justiça (10 vagas, com salário R$ 9.188,20).
Além disso, há vagas para interessados que tenham graduação ou pós-graduação na área de Tecnologia da Informação (11 vagas), Medicina e pós-graduação em Medicina do Trabalho (1 vaga) , Psicologia (1), Enfermagem (2), Arquivologia (1), Arquitetura ou Engenharia com pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho (2) e outras 9 vagas para quem tiver curso superior em qualquer área. Quem tiver graduação em Medicina pode também prestar a prova para cadastro de reserva. A remuneração inicial para todas os cargos é de R$ 7.566,42.
Quem tem ensino médio completo também pode prestar o concurso. Há 190 vagas para técnico judiciário com salário de R$ 4.635,03 e 29 vagas para o cargo de técnico, com especialidade em segurança. Para tentar, o candidato precisa ter carteira nacional de habilitação, na categoria D ou E. O salário é de R$ 5.623,49.
Também há oportunidade para quem tem habilitação específica em cursos de Tecnologia da Informação (9) e certificado de curso técnico de enfermagem e registro no Conselho Regional da categoria (2). Os dois cargos têm remuneração de R$ 4.635,03.
:: LEIA MAIS »

ESPETÁCULOS NA TENDA DO TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

A peça Auto do Boi estará em cartaz hoje, a partir das 20h. Foto: Karoline Vital.

A peça Auto do Boi da Cara Preta estará em cartaz hoje, a partir das 20h. Foto: Karoline Vital.

O palco da Tenda Teatro Popular de Ilhéus receberá dois espetáculos nesta semana. Na quinta-feira (19), estará em cartaz o musical infanto-juvenil Auto do Boi da Cara Preta, às 20 horas. E a Cia. de Dança Sôanne Marry estreia Casa de Farinha. A montagem será apresentada às 20 horas de sexta-feira e sábado (20 e 21) e às 19 horas do domingo (22). As entradas custam R$ 20 a inteira e R$ 10 para estudantes, idosos e titulares do Cartão TPI.
O espetáculo da Cia. Boi da Cara Preta traz a animação e o colorido da festa do bumba meu boi para contar como surgiu a canção de ninar mais entoada do Brasil. O texto de Romualdo Lisboa narra as aventuras do vaqueiro Mateus para tentar agradar sua mulher Catarina, grávida e desejando a língua do boi do temido coronel Firmino. Para alcançar seu objetivo, ele acaba encontrando diversos personagens da cultura nordestina. A direção musical é de Elielton Cabeça e a direção geral de Tânia Barbosa.
Casa de Farinha mostra as dores e alegrias dos escravos traduzidas na dança, teatro e música. A montagem da Cia. de Dança Sôanne Marry e do Ballet Folclórico IFBA campus Ilhéus é inspirado nos livros Farinha, Madeiras e Cabotagem: a capitania de Ilhéus no antigo sistema colonial, do historiador Marcelo Henrique Dias, e Tambores de Angola, de Robson Pinheiro.
Segundo a diretora do espetáculo, Sôanne Marry, quando se fala em escravidão, a primeira lembrança da mancha histórica é o sofrimento dos cativos. Mas, apesar das amarguras, os negros também cantavam e dançavam. “As casas de farinha dos engenhos eram subsídio de trabalho e também de divertimento”, complementou.

INSCRIÇÕES PARA CONCURSO DA POLÍCIA FEDERAL TERMINAM NA SEGUNDA

pf
Quem quer trabalhar na Polícia Federal precisa ter atenção para não perder o prazo de inscrição da prova que irá selecionar  566 pessoas para trabalhar na área administrativa do órgão.
As inscrições acabam na próxima segunda e os salários vão de R$ 3.316,77 a R$ 5.081,18.
O edital das inscrições está disponível no site  www.cespe.unb.br/concursos/dpf_13_administrativo.
As taxas são de R$ 60 para nível médio e de R$ 70 para superior.

MACONHA NÃO TORNA AS PESSOAS ANTISSOCIAIS, AFIRMA MINISTRO DO STF

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso.

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso defendeu nesta quinta-feira (19) em plenário a discussão sobre a descriminalização das drogas.
“Eu não vou entrar na discussão sobre os malefícios maiores ou menores que a maconha efetivamente causa, mas é fora de dúvida que essa é uma droga que não torna as pessoas antissociais”, afirmou.
Ele também questionou a prisão de réus primários por porte de droga. “Diante do volume de processos que recebemos, cheguei à constatação que me preocupa é que boa parte das pessoas que cumprem pena por tráfico de drogas são pessoas pobres que foram enquadradas como traficantes por porte de quantidades não significativas de maconha. E minha constatação pior é que jovens, negros e pobres entram nos presídios por possuírem quantidades não tão significativas de maconha e saem de presídios escolados no crime. Por esta razão que, em relação à maconha nesse tópico, penso que o debate público sobre descriminalização é menos discutir opção filosófica e mais se fazer escolha programática.”
Na última sessão do Supremo antes do recesso de final de ano, os magistrados julgavam dois habeas corpus apresentados pela Defensoria Pública da União em dois casos diferentes que pediam redução da pena para acusados de porte de drogas sob a alegação de que a quantidade e o tipo de droga foram usados duas vezes para aumentar a pena.
“O foco do meu argumento não é a questão do usuário e a minha preocupação é outra e é dupla. A primeira é reduzir o poder que a criminalização dá ao tráfico, aos seus barões nas comunidades mais pobres do país e, especialmente, na minha cidade de origem, o Rio, a criminalização fomenta o submundo do poder político e a economia dos barões do tráfico que oprimem comunidades porque eles conseguem oferecer remuneração maior do que o Estado e o setor privado em geral”, afirmou Barroso ao apresentar o seu voto.
O ministro criticou ainda o sistema carcerário. “Meu segundo questionamento diz respeito à conveniência de uma política pública que manda para a penitenciária jovens geralmente primários e de bons antecedentes que saem de lá graduados na criminalidade. Boa parte dos presos não são pessoas perigosas por porte de maconha. Minha opção é por uma aplicação menos dura dessa legislação”, completou.

FTC DE ITABUNA SERÁ DESPEJADA

ftc-itabuna
Segundo informações do site Pimenta, a FTC de Itabuna perdeu na justiça ação movida pela prefeitura de Itabuna, e terá que desocupar o prédio que ocupa na praça João Bastos, região central do município.
De acordo com a matéria, a prefeitura cobra dívida de, aproximadamente, R$ 8,5 milhões da faculdade e atualização dos valores pagos pelo aluguel do prédio onde funcionava o centro administrativo, além da devolução do imóvel. A dívida milionária se refere a aluguéis e pagamento de impostos.
Até agosto deste ano, a dívida referente a aluguel somava R$ 213.189,68, além de R$ 8,3 milhões em impostos. Após perder em primeira instância, a faculdade entrou com agravo de instrumento no TJ, mas o recurso foi negado.
Ainda na ação judicial, a Procuradoria-Geral do Município alega valores irrisórios pagos pela FTC a título de aluguel, algo em torno de R$ 12 mil mês por um prédio de seis andares em região valorizada do município. A procuradoria cita que este valor deveria ser de, pelo menos, R$ 130 mil.
Segundo o Pimenta, a Procuradoria-Geral, após decisão de hoje do TJ-BA, deve entrar com ação de reintegração de posse ainda em janeiro. Não é descartada a possibilidade de acordo, já que a FTC passou a ter novo dono neste segundo semestre, a Associação Educativa do Brasil (Soebras), que adquiriu 51% do controle acionário da entidade mantenedora da faculdade baiana e entrou em processo de regularização de dívidas.

CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO DETERMINA O FIM DA KOMBI

kombi2Depois do desgaste político, foi a vez de o governo decretar oficialmente nesta quarta-feira (18) o “funeral” da Kombi.
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) recusou o pedido da Volkswagen e do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para que a indústria continuasse a fabricar por mais dois anos o modelo sem incluir airbag e freio ABS. 
A decisão unânime do conselho sepultou, na prática, a sobrevida da Kombi até o fim de 2015. O fim da fabricação não significa o término das vendas, uma vez que há estoques. Todos os carros fabricados no país a partir de 1º de janeiro vão ter de sair das montadoras com os dois itens de segurança. 
A exigência foi a deixa para que a indústria automobilística retirasse de linha modelos que são incapazes de incluir esses equipamentos, como Gol G4 e Uno Mille, além da Kombi. A própria Volkswagen comercializou duas séries especiais “last edition” da Kombi. Ontem, porém, o diretor de relações governamentais da montadora, Antonio Carlos Megale, usou a perda de aproximadamente 1 mil empregos na linha de montagem do ABC para pedir uma exceção à regra. 
O órgão não concordou com o pedido porque, segundo o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, o governo não pode prescindir de exigir esses itens de segurança em todos os modelos. O ministro disse que a Kombi deixou de ser fabricada há mais de 30 anos, na Alemanha, e há 20 anos, no México, por exemplo, por não conseguir ser adaptada para receber os equipamentos de segurança.

GABRIELA CRAVO E CANELA

cravo e canelaInspirado em um dos famosos personagens do escritor Jorge Amado, foi inaugurado nesta terça-feira (17), o mais novo empreendimento gastronômico de Ilhéus, o Restaurante Gabriela, Cravo e Canela.
Sob direção de Reginaldo Novaes, o restaurante dispõe de um amplo espaço climatizado, confortável e bem localizado no Centro da cidade, tudo para garantir a sua comodidade e segurança.
O restaurante serve de café da manhã ao jantar, com variada carta de vinhos. Além disso, oferece dois ambientes interativos, música ao vivo, boa culinária e o melhor, atendimento de qualidade.
O Gabriela Cravo e Canela funciona de domingo a domingo, na Praça Dom Eduardo, nº 81, Centro. Em frente à Catedral de São Sebastião. 

ANO LETIVO É ANULADO EM ESCOLAS DE ILHÉUS

Estrutura precária resultou em cancelamento do ano letivo.

Escola municipal da Ponta da Tulha, zona norte de Ilhéus, funciona precariamente em local improvisado, sem condições de abrigar uma escola.

O Conselho Municipal de Educação de Ilhéus decidiu, em reunião realizada nesta quarta-feira (18), anular o ano letivo de 2013 das escolas da rede municipal que iniciaram o ano letivo em outubro desse ano. O motivo da anulação foi porque muitas escolas, principalmente da zona rural, ficaram desde o inicio do ano até o mês de outubro sem aulas e a Secretaria Municipal de Educação não apresentou, em tempo hábil, uma proposta de reposição dessas aulas.
De acordo com membros do Conselho de Educação, a culpa pela anulação do ano letivo de 2013 é única do governo municipal, que não promoveu condições para que as escolas funcionassem. A situação das unidades de ensino de Ilhéus é lastimável. A maioria não possui estrutura física adequada e algumas correm até riscos de desabamento.
Há ainda problemas como a péssima situação das estradas, a falta de condições de trabalho e outras questões administrativas que deveriam ter sido regularizadas pelo governo municipal, como a contratação de profissionais, ajuda de custo e vales-transportes para os trabalhadores em educação.
O Conselho Municipal deverá publicar nos próximos dias uma resolução com os motivos da anulação do ano letivo e a relação nominal das escolas da rede municipal que iniciaram as aulas em outubro, mas adiantou que a medida não tem qualquer relação com a greve dos trabalhadores em educação.

TEATRO ZÉLIA LESSA SERÁ REESTRUTURADO

Roberto José Presidente da FICC e Eva Lima, Diretora da ACATE vão gerir o Teatro Zélia Lessa em uma gestão compartilhada. Foto ASCOM FICC.

Roberto José Presidente da FICC e Eva Lima, Diretora da ACATE vão gerir o Teatro Zélia Lessa em uma gestão compartilhada. Foto ASCOM FICC.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), a partir de 1º de janeiro de 2014, passa a gerir o Teatro Zélia Lessa, junto com a Diretora da Associação Cultural Amigos do Teatro (ACATE), Eva Lima. 
O anúncio do convênio para uma gestão compartilhada foi feito no último sábado, 14, pelo presidente da ACATE, Ari Rodrigues. Na ocasião, Ari passou o comando do equipamento cultural para a atriz Eva Lima e o presidente da FICC Professor Roberto José, e adiantou o seu afastamento em função de atribuições na vida política. 
Em função das chuvas que atingiram Itabuna recentemente, foi detectado um problema estrutural no telhado, além de infiltrações no piso, dentre outros danos que surgiram com as ações do tempo. O espaço que está em pleno funcionamento há um ano e meio sob a administração da ACATE, deverá encerrar suas atividades na próxima semana.
O Presidente da FICC, professor Roberto José, garante que o espaço passará por algumas reformas estruturais como pintura, conserto do telhado e reforma da fachada do prédio. Roberto adianta que o teatro Zélia Lessa é um equipamento cultural muito importante para Itabuna, assim, no próximo ano, irá abrigar ações desenvolvidas pela FICC e ACATE, tais como aulas pelo Programa de Arte e Cultura de capoeira, música (violão e teclado), teatro e contação de história.



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia