Coffee CupVocê acorda cedo e vai direto naquela xícara de café para, de fato, acordar? Pois é melhor esperar um pouco para que o organismo aproveite melhor os efeitos da cafeína. De acordo com o neurocientista Steven Miller, da Universidade de Ciências de Saúde Uniformed Services, em Maryland, Estados Unidos, o café é mais eficaz se consumido entre 9h30 e 11h30, quando os níveis do hormônio cortisol (relacionado ao estresse) estão baixos, já que a cafeína interage com esse hormônio.
Miller explica que pessoas que tomam café quando o cortisol está a pleno vapor, entre 8h e 9h, desenvolvem tolerância à cafeína, e a substância passa a fazer menos efeito. Daí que serão necessárias doses cada vez maiores de cafeína para obter o mesmo efeito.
Geralmente os níveis de cortisol ficam altos logo depois de acordar e vão baixando cerca de uma hora depois, variando um pouco de uma pessoa para outra. Quando há essa queda, o consumo de café serve como novo impulso à produção do hormônio. Outro pico de cortisol acontece na hora do almoço e no fim do dia, entre 17h30 e 18h30, horários em que o consumo de café também não é recomendado.
– A produção de cortisol está relacionada ao nosso nível de alerta, regulando o relógio biológico. Um dos princípios da farmacologia é usar o medicamento quando for necessário para que não se desenvolva tolerância – diz o pesquisador.