WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
novembro 2013
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: 4/nov/2013 . 18:30

SERVIDOR MUNICIPAL, QUE É MEMBRO DO REÚNE ILHÉUS, TEM SALÁRIO CORTADO POR ORDEM DE JABES

shiQual a melhor forma de lidar com os movimento sociais, que lutam por melhorias em suas cidades?
Sentar à mesa e dialogar, buscando ouvir suas reivindicações e procurar soluções?
Bem, definitivamente não é essa a postura do prefeito Jabes Ribeiro, ante os anseios do movimento Reúne Ilhéus.
Até porque a principal pauta do citado movimento, a questão dos preços das passagens dos coletivos e o questionamento ante a lógica que faz com que Ilhéus tenha uma das tarifas mais caras do país, vai de encontro com interesses particulares da atual gestão municipal.
Isso mesmo. Para quem não sabe, a família Carlleto, uma das donas da empresa de ônibus Via Metro, foi uma das principais doadoras para a campanha de Jabes no ano passado.
Ou seja, entregar as documentações exigidas pelo Reúne Ilhéus, é algo que colocará em xeque a lógica exploratória da Via Metro, empresa que Jabes deve grandes favores.
Tomado pelo sentimento de ira, ao ver que as ações e questionamentos do Reúne, somado a outros fatores, estão significando o gradativo aumento da rejeição do seu nome, o prefeito Jabes Ribeiro resolveu utilizar táticas dignas de tiranos totalitários, ao se verem enfrentados e acuados: Tentar prejudicar pessoalmente as pessoas que compõem o citado movimento.
O servidor municipal e membro atuante do Reúne, Shi Mário Schneider, que é fiscal de postura da prefeitura de Ilhéus, está há dois meses sem receber seu salário. Isso, segundo informações do próprio movimento, por ordens expressas do prefeito Jabes Ribeiro e acatada pelo setor municipal de Recursos Humanos.
É a execrável faceta ditatorial e perseguidora do prefeito se evidenciando de maneira covarde e vergonhosa.
São coisas da nossa Ilhéus.

VAGAS DE EMPREGO PARA TERÇA-FEIRA EM ILHÉUS

Se você procura emprego, fique ligado ao Ilhéus 24h. Diariamente, divulgaremos as vagas disponíveis no Sine Ilhéus.
Para tentar um dos postos disponíveis para terça-feira (05), basta ir à agência da cidade, que fica na sala 13 do SAC, Centro.
É necessário levar carteira de trabalho, RG, CPF e comprovante de residência. O atendimento começa às 07h. Boa sorte.
Garçom
Formação: Ensino Médio Completo
6 meses de experiência
2 vagas
Garçom
Formação: Ensino Médio Completo
6 meses de experiência
Inglês intermediário
1 vaga
Clique no leia mais e confira outras vagas.
:: LEIA MAIS »

O FANTÁSTICO RACISMO DA REDE GLOBO

DOUGLAS BELCHIOR/CARTA CAPITAL
MazzeoNas últimas semanas escrevi dois textos sobre a relação entre meios de comunicação, publicidade e humor e a prática de racismo, o primeiro provocado por uma peça publicitária de divulgação do vestibular da PUC-PR e o segundo por conta de um programa de humor que ridicularizava as religiões de matriz africana. Hoje, graças a Rede Globo de televisão, retorno ao tema.
Neste domingo 3 de novembro o programa Fantástico, em seu quadro humorístico “O Baú do Baú do Fantástico”,  exibiu um episódio cujo tema é muito caro para a história da população negra no Brasil. (ASSISTA AQUI)
Passado mais da metade do programa, eis que de repente surge a simpática Renata Vasconcellos. Sorriso estonteante ainda embriagado pela repentina promoção: “Vamos voltar no tempo agora, mas voltar muito: 13 de maio de 1888, no dia em que a Princesa Isabel aboliu a escravidão. Adivinha quem tava lá? Ele, o repórter da história, Bruno Mazzeo!”
O quadro, assinado por Bruno Mazzeo, Elisa Palatnik e Rosana Ferrão, faz uma sátira do momento histórico da abolição da escravidão no Brasil. Na “brincadeira” o repórter entrevista Joaquim Nabuco, importante abolicionista, apresentado como líder do movimento “NMS – Negros, mulatos e simpatizantes”!
Princesa Isabel também entrevistada, diz que os ex-escravos serão amparados pelo governo com programas como o “Bolsa Família Afrodescendente”, o “Bolsa Escola – o Senzalão da Educação” e com Palhoças Populares do programa “Minha Palhoça, minha vida”!
“Mas por enquanto a hora é de comemorar! Por isso eles (os ex-escravos) fazem festa e prometem dançar e cantar a noite inteira…” registra o repórter, quando o microfone é tomado por um homem negro que, festejando, passa a gritar: “É carnaval! É carnaval!”
:: LEIA MAIS »

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA DECRETA EMERGÊNCIA NA BAHIA

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento decretou estado de emergência fitossanitária no oeste do estado da Bahia. A decisão está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (04).
Produtores rurais da região sofrem com a presença da Helicoverpa armigera, uma espécie de lagarta que causa prejuízos a lavouras de milho, soja e algodão. Segundo o Diário Oficial da União, o ministério irá implementar um plano de supressão da praga e adotar medidas emergenciais.
O prazo de emergência fitossanitária é válido por um ano.

BEBER COM AMIGOS FAZ BEM À SAÚDE, AFIRMA ESTUDO

beberUma pesquisa realizada pelo diretor do grupo de pesquisa social e evolucionário de neurociência da Universidade de Oxford, no Reino Unido, Robin Dunbar, pode dar respaldo científico para os homens que gostam de sair com amigos do mesmo sexo para “tomar uma”.
O estudo provou que a prática de ingerir bebida alcoólica até duas vezes por semana melhora a saúde masculina.
O esporte coletivo, a exemplo do “baba” no fim de semana, pode também contribuir para o bem-estar mental e físico dos homens.
De acordo com a pesquisa, aqueles que mantêm grupos sociais são mais saudáveis podem ser recuperar de uma doença mais rapidamente e tendem a ser mais generosos.
O estudo mostra que os homens precisam realmente se reunir pessoalmente para evitar que a qualidade de suas amizades caia.

PLUVIÔMETROS AUTOMÁTICOS PARA RISCOS DE DESASTRES EM ILHÉUS

pluvi
Moradores de Ilhéus terão mais um auxílio para evitar a ocorrência de desastres nos altos, além das intervenções realizadas pela prefeitura.
O município foi contemplado com dois pluviômetros automáticos, doados pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).
Os aparelhos serão instalados na Policlínica da Conquista e na Central de Abastecimento do Malhado, e possuem uma abrangência de raio de três quilômetros.
Os pluviométricos são utilizados para medir a quantidade de chuva, enviando o sinal de alerta sobre a possibilidade de ocorrência de desastre.  Por isso, é necessário que sejam instalados em locais descobertos onde não haja obstáculos (árvores, prédios altos, etc.) que possam interferir na quantidade de chuva captada.

PREFEITOS BUSCAM SOLUÇÕES PARA AMPLIAÇÃO DAS RECEITAS

Na tentativa de buscar soluções para sanar as despesas acumuladas, devido a diminuição das receitas dos municípios, o presidente da Amurc e prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana esteve reunido na semana passada, com prefeitos do Território Litoral Sul. A ideia é de que os gestores venham publicizar, junto aos seus munícipes, a atual situação financeira de cada município e buscar, juntamente com o Governo Federal o aumento dos recursos financeiros.
Dentre as maiores dificuldades citadas pelos gestores, destaca-se o desafio de quitar os débitos com a Folha de Pagamento, tendo em vista a grande quantidade de cargos concursados. É o caso do município de Barro Preto, com uma população estimada em 6,5 mil habitantes, possui uma receita de R$ 800 mil, sendo que o gasto com a Folha fica em torno de R$ 770 mil. A prefeita Jaqueline Mota revela que estará empenhada junto a Amurc e UPB “na busca de melhorar a receita do município para que possamos trabalhar melhor com a população”.
Na cidade de Itapitanga, o prefeito Joaquim Cerqueira de Babo revela que a situação do município talvez seja uma das piores, diante de uma queda a mais na arrecadação por conta da diminuição do número de habitantes, avaliado pelo Censo do IBGE. “Isso nós representou um prejuízo na ordem de R$ 200 mil por mês. A Folha de Pagamento do município ultrapassou o limite de 54 %, chegando a 68 %, e acredito que as minhas contas serão rejeitadas este ano. Eu teria que demitir entre 100 a 150 pessoas e não posso fazer porque são concursados”.
:: LEIA MAIS »

ESTUDANTE SE MANIFESTA CONTRA A PARADA GAY DE ILHÉUS

tomQuando mencionamos a palavra “POSITIVIDADE”, não estacionamos essa palavra pra alguém em particular ou em qualquer esfera que esta esteja remetida. Independemos de uma positividade para nos articularmos perante uma sociedade que do ventriloquismo se move para frente ou para trás ao e se afirmar que grupo ou gênero auto se afirma perante a esta. O que se mostrou na 9º Parada do Orgulho LGBT de Ilhéus foi a falta de políticas e discursos para o fim da parada, além dos discursos ‘vazios’ de articulações que se promovem antes, a este evento no município. Independente de quaisquer transtornos pessoais que possam ter ocorrido, as discussões internas devem ser debatidas numa esfera que não se remeta a vergonha ou escandalização de terceiros. Mais uma vez, a Parada do Orgulho LGBT de Ilhéus demonstra a falta de estrutura organizacional do evento já esperado pela população anualmente. Digo a falta de estrutura, no que se remete a ausência de sanitários químicos disponíveis as pessoas que prestigiam tal evento, quanto a irresponsabilidade dos que se dizem organizadores à anos de um evento de natureza proporcional e social tão relevante. Tomando o fato ocorrido na Parada LGBT de Salvador, que devido a inserção de um trio de natureza distinta à “cultura gay”, provocou tumulto, algazarra, quebra-quebra, correria e baixaria diante de um evento promissor perante a sociedade que se adequa aos trancos e barrancos na aceitação e respeito. Ilhéus promulgou semelhante situação, donde veio a ocasionar feridas sociais tremendas em meio à população. Quando voltamos a afirmar que praticamos políticas inclusivas, mesmo diante aos obstáculos, construímos uma política forte e promissora, capaz de transpor muralhas aquém qualquer preconceito ou discriminação. Mesmo com a errônea falta de recursos, a 9ª Parada do Orgulho LGBT de Ilhéus ocorreu, ocupando um espaço onde as ações devem ser planejadas e articuladas de forma que leve a mensagem de uma população muitas vezes desprendida. Fica aqui minha indignação quanto a construção de uma política pessoal e que não comete as ações ao respeito à cidadania.

Tom Rambald, estudante ilheense.

RESORT “FANTASMA” EM ITACARÉ CUSTOU R$ 180 MILHÕES

Resort abandonado. Foto: Werther Santana/ Estadão.

Resort abandonado. Foto: Werther Santana/ Estadão.

O Estadão Conteúdo publicou matéria com fotos de um resort abandonado, com obras avançadas, em Itacaré.
Cravado na mata atlântica e planejado para ser o primeiro 6 estrelas do País, o Warapuru Resort está abandonado há cinco anos. As obras foram iniciadas em 2004 e seriam finalizadas em 2007.
Segundo o Estadão, estima-se que mais de R$ 180 milhões foram gastos nas instalações: recepção, beach club, 40 bangalôs, além de 17 casas particulares e uma cinematográfica estrada sobre a copa das árvores.
O abandono do empreendimento envolve falta de dinheiro, brigas judiciais e a falência da empresa responsável, a portuguesa Somague.
À época do lançamento, o resort foi descrito pela revista do The New York Times como ‘o refúgio mais exclusivo do Brasil’.
Hoje, todos os compradores, em sua maioria ricaços do mundo financeiro, não sabem quando vão passar férias por lá. 
Mais fotos do resort fantasma você confere ao clicar aqui.

CÂMARA DE ILHÉUS DISCUTE CONFLITOS ENTRE ÍNDIOS E PRODUTORES

Antes tarde do que nunca, diz a máxima popular. E assim será com a discussão sobre os conflitos de terras entre índios e pequenos produtores rurais de Ilhéus, Buerarema e Una. O tema será discutido no legislativo ilheense, em audiência pública nesta quarta-feira (06).
O evento começará às 16h, no plenário da câmara, e foi solicitada pelo vereador Gurita (PP). Devem participar representantes das comunidades indígenas, associações de produtores, órgãos públicos, OAB e outras entidades envolvidas na demarcação das terras.

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia