OLHO
O britânico Ian Tibbetts, de 43 anos, voltou a enxergar após o implante de um dente de um pedaço de sua mandíbula em seu olho.
O procedimento é chamado de osteo-odonto-queratoprótese (OOKP) e ocorre em duas etapas. Na primeira, são retirados um dente e uma parte da mandíbula do paciente. Em seguida, uma lente especial é inserida dentro do dente, que funciona como uma espécie de moldura.
O dente, então, é colocado dentro da órbita ocular. Passados alguns meses, quando o dente começa a criar tecidos e desenvolver fluxo sanguíneo, vem a segunda parte. A córnea é aberta e removida e o dente é, finalmente, ligado à órbita ocular, o que faz como que o paciente consiga enxergar.
Tibbetts começou a perder a visão há 12 anos, após um acidente de trabalho que rasgou sua córnea em seis lugares. Com o tempo, ele passou a enxergar somente sombras e formas sem nenhum foco.