O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, na Bahia, receberá inscrições do concurso para 14 vagas em cargos de nível médio e superior até o dia 18 de outubro. A aplicação das provas objetivas e discursivas será no dia 1º de dezembro, em vez de 3 de novembro. A remuneração vai de R$ 4.635,03 para os candidatos de nível médio, até R$ 9.188,20 para os de nível superior.
No site da Fundação Carlos Chagas, é possível ver o edital (acesse o edital).
Segundo o órgão, por conta da greve dos bancários, os candidatos ficaram sem poder realizar os pagamentos das inscrições, o que motivou a prorrogação das inscrições e a consequente mudança na data da prova.

Os interessados devem se inscrever pelo site www.concursosfcc.com.br.

As oportunidades de nível superior são para analista judiciário da área judiciária (2 vagas), analista judiciário da área administrativa (2 vagas) e oficial de justiça (1 vaga).
Também serão selecionados, para formação de cadastro reserva, profissionais das áreas de arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, contabilidade, enfermagem, engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia (segurança do trabalho), estatística, fisioterapia, medicina, medicina do trabalho, medicina (psiquiatria), odontologia, psicologia, serviço social e tecnologia da informação. O valor da inscrição é de R$ 75.
Para ensino médio completo, há 9 vagas. Também há formação de cadastro de reserva para técnico judiciário da área administrativa e técnico judiciário na especialidade tecnologia da informação. O valor da inscrição é R$ 65.

As provas objetivas e discursivas (redação) serão aplicadas em Salvador, em 1º de dezembro, no período da manhã para todas as áreas/especialidades do cargo de técnico judiciário e analista judiciário – área judiciária especialidade oficial de justiça avaliador federal; e no da tarde para todas as áreas/especialidades do cargo de analista judiciário, exceto analista judiciário – área judiciária especialidade oficial de justiça avaliador federal.

O concurso terá validade de dois anos a contar da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.