sexo_virtual
Pessoas podem se tornar dependentes de masturbação e pornografia, é o que afirma uma pesquisa do Instituto de Psiquiatria, do Hospital das Clínicas, em São Paulo, realizada desde o fim de 2010.
Com o acompanhamento de 86 homens com comportamento sexual compulsivo, o estudo é o primeiro sobre o tema no país feito com este público.
O objetivo da pesquisa é encontrar evidências científicas sobre dependência sexual e descobrir formas mais eficazes de tratar as enfermidades.
Em escala decrescente, depois de masturbação e pornografia, aparecem as categorias de “sexo casual”, “múltiplos parceiros de sexo casual”, “bate-papo de sexo na internet”, “sexo pago”, “sexo por telefone” e “frequentar clubes de striptease”.
Os resultados iniciais da pesquisa foram divulgados pela revista “Psychiatry Research” neste ano.