WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia pm ilheus Neste site
setembro 2013
D S T Q Q S S
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



REÚNE ILHÉUS DIVULGA CARTA ABERTA AOS ILHEENSES

Com o objetivo de esclarecer e tirar dúvidas da população ante as suas ações, o movimento Reúne Ilhéus divulgou uma carta aberta aos ilheenses.  Na publicação, dentre outros assuntos abordados, é explicitada as motivações para a luta do grupo contra a exploração das empresas de transporte coletivo local. Confiram na íntegra: 
“O objetivo desta carta é acima de qualquer coisa, buscar o diálogo com toda a sociedade no intuito de esclarecer as reais motivações e anseios que nos levaram a entrar nessa luta por melhorias em nossa cidade, em especial na área do transporte coletivo. Entendemos que o grave problema do transporte “público” é prejudicial a toda a sociedade, embora os mais pobres sejam os mais afetados.
As concessionárias prestam um serviço de péssima qualidade, desrespeitando e até humilhando as pessoas que por suas condições financeiras, são obrigadas a se transportar em ônibus superlotados, sujos e sucateados. Por outro lado, o valor abusivo da tarifa impede muitas pessoas de usufruir de forma plena de seu direito de ir e vir, como também, dificulta ou mesmo impede o acesso a outros serviços públicos essenciais como a saúde e a educação.
De acordo com a Lei Orgânica do Município de Ilhéus, o serviço de transporte coletivo urbano e rural é de responsabilidade do poder executivo, cabendo a este o planejamento e a fiscalização, assegurando a qualidade e a cobrança de tarifas justas. Entretanto o que vemos é a absurda situação em que as empresas gozam de total liberdade para administrar o transporte “público” sem que haja qualquer fiscalização, embolsando muito dinheiro à custa dos rodoviários e passageiros.
Um serviço de transporte público de qualidade e com preço justo, assegurando a gratuidade para idosos com mais de 60 anos, estudantes e desempregados é possível e beneficiaria toda a sociedade, isso já é realidade em diversas cidades no Brasil e em outros países, inclusive, os mais avançados nessa área garantem o serviço gratuito para todos os usuários.
Como reduzir o valor da passagem? – Segundo documentos disponibilizados pela Viametro, esta empresa teve um lucro líquido de R$ 718.923,44 em 2012. Para reduzir o valor das passagens é necessário reduzir o lucro dos empresários, pois o transporte público é direito e não mercadoria. No entanto é preciso ter em mente que o melhor seria que o serviço fosse prestado por uma empresa pública municipal.
Enquanto o transporte coletivo for administrado por empresas privadas, a busca por lucros cada vez maiores comprometerão a qualidade do serviço, o valor da tarifa, os salários e condições de trabalho dos rodoviários. Hoje as passagens são caras porque além de cobrir os gastos para a manutenção do serviço, cobrem também os lucros das empresas, retirando a parcela do lucro, seria possível reduzir em muito o preço das tarifas.
A outra forma de reduzir o valor das passagens é conceder redução ou isenção de impostos. Essa foi a opção do governo federal que em maio do presente ano aprovou a Medida Provisória nº 617, que reduziu a zero as alíquotas da Contribuição para o PIS/PASEP e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social – COFINS incidentes sobre a receita decorrente da prestação de serviços de transporte coletivo de passageiros.
O preço da passagem de ônibus em Ilhéus já deveria ter sido reduzido por causa dessa MP, mas o prefeito Jabes Ribeiro (PP) mantem-se irredutível na defesa do lucro das empresas.
Pra onde vai seu dinheiro? – O transporte é uma das principais despesas fixas dos trabalhadores e as tarifas abusivas contribuem muito para a redução do poder de compra dos mesmos. Essa realidade ganha uma dimensão especialmente trágica em nosso município, pois sabemos que aqui, a maioria dos assalariados recebem até dois salários mínimos e é grande o número de desempregados.
Só para se ter uma dimensão mais clara do problema, vejamos os seguintes dados: uma pessoa que “sobrevive” com um salário mínimo, que mora em um bairro distante e que tenha que pegar quatro conduções por dia, terá que desembolsar R$ 230,40 por mês; somando com a despesa da Cesta Básica, que segundo estudo realizado pela UESC está custando R$ 243,49, dá uma quantia de R$ 473,89; tirando isso do salário mínimo líquido restam apenas R$ 149,87.
R$ 149,87 é a migalha que resta para pagar outras despesas como água, luz, medicamentos, fatura de cartão, etc. Agora me diga, como é que essa pessoa vai poder comprar roupas, calçados e outros bens? Como poderá ir à praia aos finais de semana e a eventos culturais? Impossível!
Se houvesse interesse político em garantir um transporte verdadeiramente público, de qualidade e com tarifa social, ou melhor, Tarifa Zero, toda a sociedade se beneficiaria. A parte dos salários que vai para enriquecer os empresários do transporte seria mais bem utilizada aquecendo o comércio. Outro problema grave de nossa cidade, que seria resolvido é o dos engarrafamentos, e isso custaria bem menos do que uma nova ponte, que será mais uma forma de desviar muito dinheiro público e conseguir votos nas próximas eleições.
Intensificar as mobilizações, para obter conquistas! Vem pra rua! – É preciso dizer, que não só o executivo, como também o legislativo e o judiciário são responsáveis por essa lamentável situação em que se encontra nosso município, tanto em relação ao transporte, como em relação a outras áreas como saúde, educação e segurança. Precisamos nos unir e nos organizar para mudar essa realidade. Não podemos continuar omissos diante de tanta coisa errada. Nós do Reúne Ilhéus acreditamos nas mobilizações organizadas, pacíficas e constantes dos cidadãos como a forma mais efetiva de promover mudanças reais em nossa sociedade. Os massivos protestos ocorridos em nosso país no mês de junho, e que continuam ocorrendo, constituem prova incontestável dessa realidade.
A população nunca conseguiu obter tantas conquistas em tão pouco tempo: em mais de 100 cidades conseguiu-se a redução no valor das passagens, segundo o MPL; a PEC 37 foi derrubada; foram extintos o 14º e 15º salário dos deputados e senadores; a corrupção foi instituída como crime hediondo.
Não somos vândalos, baderneiros ou desocupados; nosso movimento não está sendo direcionado por nenhum partido político, embora tenham políticos oportunistas querendo tirar proveito da situação. Continuaremos mobilizados até que cheguemos a uma solução minimamente razoável para o impasse que está posto. Precisamos do apoio de todos aqueles que já estão cansados de tanto descaso e omissão. Venham nos conhecer melhor, estamos morando em frente ao Palácio Paranaguá, no condomínio Minha Barraca Minha Vida”.

5 respostas para “REÚNE ILHÉUS DIVULGA CARTA ABERTA AOS ILHEENSES”

  • Uma pessoa que trabalha e ganha salário minimo tem direito a vale transporte e é descontado dele 6% do valor do transporte, ou seja quem pega 4 ônibus por dia tem descontado dele o valor de 17,28, de onde vocês tiraram o valor de R$ 230,40? sem falar que muitos comerciantes de Ilhéus abusa de seus empregados dando apenas 2 vales para quem tem direito a 4, obrigando o trabalhador a almoçar no trabalho, vocês deveriam colocar também na pauta de vocês estes abusos dos empresários e comerciantes de Ilhéus, já que o movimento é em “prol” do povo.

  • Mehmed - Recorrer o quanto antes contra Liminar de Jabes. says:

    É inegável, inquestionável e de suma importância e valia a presença do Movimento Reúne Ilhéus da cidade para que possamos alcançar algumas conquistas críticas para toda a população ilheense. A índole das antigas gerações de ilheense sempre foi, de certa forma, esnobe e submissa ante as imposições e tutela dos políticos no poder.
    Os tempos mudaram! O Movimento Reúne Ilhéus é a maior e mais vida demonstração de que os tempos mudaram. É hora de lutarmos por nossos direitos solapados em benefício outros senão para o “sistema” político administrativo colonialista implantado em Ilhéus.
    Todo o meu apoio ao Movimento Reúne Ilhéus. Não há vitórias sem sacrifícios

  • Tião Neto says:

    Oi Rita Ferreira, o valor de R$ 230,40 foi calculado tendo em vista o valor integral da passagem para quem não conta com vale transporte. Se vc fizer as contas para seis dias por semana, com quatro ônibus por dia é esse o resultado. Concordo com a crítica que vc fez em relação aos comerciantes que só dão dois vales, isso é um absurdo, não tenha dúvida que o Reúne Ilhéus é contra isso. Em Ilhéus 20 mil famílias estão em situação de pobreza ou pobreza extrema, são pessoas que vivem, em sua maioria de programas como o Bolsa Família, sem contar no auto número de desempregados. É uma realidade socioeconômica bem difícil e o valor abusivo da passagem de ônibus contribui para piorar essa situação. Em resumo a ideia que o Reúne Ilhéus quer transmitir com essa carta é que o valor abusivo da passagem de ônibus prejudica não só os trabalhadores como também os empresários que como você bem lembrou tem a obrigação de pagar o vale transporte. Há também o efeito de redução do poder aquisitivo do trabalhador, o que vai se refletir em sua qualidade de vida, assim como nas vendas do comercio.

  • Alexandre says:

    Acho válido o pleito, e apoio completamente o movimento. Porem não posso apoiar o vandalismo, pichações (Associação Comercial) e a privação do direito das pessoas de ir e vir, principalmente nas paralisações da ponte do pontal. O caos está instaurado em nossa cidade e não se pode punir justamente o povo mais do que já vem sendo punido pelo descaso do poder público, pela falta de educação, saúde, transporte de qualidade…
    O movimento precisa agir de forma mais inteligente do que vem agindo, prejudicar o comercio, prejudicar os trabalhadores no transito de sua casa ao trabalho ou no retorno do mesmo para casa, é prejudicar a cidade e isso não tem como apoiar.

  • MAIANA says:

    CONCORDO COM A REIVINDICAÇÃO, ACHO JUSTA, AS DISTANCIAS DA CIDADE SÃO CURTAS, PARA OS PREÇOS ABUSIVOS DAS TARIFAS, O DESCASO COM OS USUÁRIOS É ABSURDO, GENTE SENDO TRANSPORTADA COMO SARDINHAS EM LATA, TRABALHADORES CANSADOS SAINDO DE SUAS JORNADAS DE SERVIÇO, TEM QUE ESPERAR MUITO TEMPO PRA QUE CHEGUE UM ÔNIBUS QUE OS LEVEM A SEU DESTINO EM HORARIO DE PICO, CHEGAM SEMPRE CHEIOS E OS COBRADORES E MOTORISTAS NÃO RESPEITAM A LOTAÇÃO DETERMINADA NA TABELA DO COLETIVO, VAI ENFIANDO GNT ATÉ QUE FIQUEM SUFOCADOS, APERTADOS,MAL ARRUMADOS, ENRIQUECENDO OS EMPRESÁRIOS DE TRANSPORTE, QUE NÃO PRECISAM UTILIZAR ESTE SERVIÇO PRECÁRIO PRESTADO POR ELES. TEMOS O DIREITO DE FAZER VALER CADA TOSTÃO NOSSO INVESTIDO EM PASSAGEM. QUEREMOS UM TRANSPORTE DIGNO, SEGURO , LIMPO E COM INTERVALO DE TEMPO MENOR ENTRE ELES!!!

Deixe seu comentário



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia