WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
agosto 2013
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



OUTROS CALOUROS FORAM FORÇADOS A BEBER

uesc novaA mãe do estudante de Engenharia de Produção da UESC que entrou em coma alcoólico após ser forçado a beber uma garrafa de cachaça afirmou ao Jornal Bahia Online que outros calouros passaram pelo mesmo processo.
A mulher não quis que seu nome fosse relevado, mas confirma que o filho bebeu grande quantidade de aguardente conhecida como corote, durante o trote, na última sexta-feira (09).
Ao site, a mãe afirma também que, ao chegar no bar para buscar o filho, já desmaiado, percebeu que outros novatos também apresentavam sinais de embriaguez. O rapaz, de 18 anos, já está em casa.
A mulher questiona a conduta dos veteranos que teriam comandado a bebedeira forçada. “Todas essas condutas, cometidas por alunos que deveriam estar recebendo instruções aptas a torná-los profissionais e cidadãos mais éticos (afinal, é para isso que todos os cursos contém em suas grades a matéria denominada ‘Ética’), mostram que beiramos a um perigoso retrocesso no quesito ‘Direitos Humanos’”, afirma.
A UESC ainda não se pronunciou sobre o caso. A família do aluno pretende entrar com processos contra a universidade e os veteranos.

1 resposta para “OUTROS CALOUROS FORAM FORÇADOS A BEBER”

  • Luciano says:

    Alguém que ingressa numa universidade merece ser comemorado,e não humilhado.Trote acadêmico deveria ser algo para promover a união desses jovens durante o período que vão estar juntos na instituição, despertando neles um espírito de civismo, liderança e visão social. Incentivando exercícios produtivos de comportamentos transformadores individual e coletivamente.
    O trote deveria ser compatível com as expectativas que os jovens têm ao ingressar numa universidade. Sem ter de sofrer humilhações,mas por enaltecimentos aos seus predicados de esperança para um futuro melhor.
    Para nós que temos filho é duro imaginar que depois de prepará-los para ingressar no ensino superior,viver a alegria de ver esse filho ser aprovado no vestibular e no seu primeiro dia de aula ter que ir buscá-lo desmaiado para levar a emergência de um hospital por ter sido obrigado a ingerir um litro de uma bebida que nem o seu fabricante tem coragem de provar.Gente isso é um grande absurdo.E não adianta dizer que o garoto ingeriu essa tal bebida por livre e espontãnea vontade porque é uma grande mentira pois posso afirmar aqui que esse jovem nao é consumidor de álcool pois conheço a família.Com a palavra a Reitoria da UESC que deveria aproveitar esse lamentável fato para promover uma grande campanha contra esse tipo de comportamento ignorante e pelo trote sim,SOLIDÁRIO.

Deixe seu comentário

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia