mtvUm canal de reprises ou de videoclipes, sem VJs. Esse deve ser o destino da MTV Brasil a partir do dia 1º de outubro, quanto a emissora perderá sua marca.
O canal musical do Grupo Abril deixa de ser MTV, pois o título volta para as mãos da americana Viacom. A Abril, que pagava à programadora pelos direitos do uso da marca no país, resolveu não levar a emissora adiante e devolveu o título.
A MTV Brasil está no ar desde 1990, e será relançada em outubro pela Viacom com novo conteúdo e produções nacionais. A Folha apurou com fontes do mercado publicitário que a Abril não pretende lançar outro canal. A ideia é vender toda a estrutura e geradoras da emissora. Até lá, a ex-MTV exibirá reprises.
Grupos religiosos e uma empresa de televendas estão entre os potenciais compradores da emissora. Os cerca de 60 funcionários da MTV Brasil devem ser dispensados no final de setembro. A piada interna é que eles “são uma emissora de mortos-vivos”. O rico acervo de imagens e programas da rede musical, que está praticamente todo digitalizado, está sendo negociado com a Viacom, que não pretende abrir mão da história da MTV Brasil. Procurada, a Abril não comenta o assunto.