WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia pm ilheus Neste site
julho 2013
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  



PARTIDOS ALIADOS A JABES EMITEM NOTA PÚBLICA

Nota pública em defesa de Ilhéus
A atual conjuntura de transformação política pela qual passa o Estado Brasileiro tem dado exemplo aos governantes de como o povo quer que seja gerida a coisa pública. A população de Ilhéus não ficou à margem desse processo e também foi às ruas exigir que demandas populares sejam atendidas. Os partidos políticos infra-assinados, juntamente com a sua militância de jovens mulheres e segmentos sociais, vêm a público dizer que estão atentos às vozes das ruas e em resposta a isso emitem a seguinte nota pública em defesa de Ilhéus.   
É conhecido de toda a população ilheense o estado de sucateamento dos serviços e das finanças públicas municipais, depois de anos de irresponsabilidade fiscal e falta de compromisso com os cidadãos, comprovados pela reprovação das contas do Poder Executivo Municipal pelo Tribunal de Contas dos Municípios por cinco vezes consecutivas.
Tal estado calamitoso de coisas tem colocado a administração pública em situação de penúria, com ausência de recursos para investimentos em áreas essenciais como educação, saúde, pavimentação, mobilidade urbana, iluminação pública e modernização, além de impossibilitar as concessões de melhorias nas condições de vida dos servidores municipais de Ilhéus.
Para alavancar o retorno da cidade aos bons trilhos administrativos, o Poder Executivo tem envidado esforços no sentido de cortar gastos e reduzir despesas, além de buscar novas fontes de custeio da máquina pública, inclusive buscando obras e recursos junto aos Governos Federal e Estadual.
No momento os servidores municipais estão em greve e setores da sociedade civil e da juventude lutam por mudanças no transporte e redução dos preços das passagens. O governo municipal respondeu com a proposta de abrir todos os dados e estabelecer uma comissão com a participação dos sindicatos, da Câmara de vereadores, e instituições independentes, para avaliar o índice de comprometimento das receitas do município com a folha de pagamento em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal, centro das divergências da campanha salarial dos servidores, e, a partir daí, definir quais soluções serão possíveis.
Também propôs estabelecer outra comissão com as mesmas características da primeira, incluindo-se o movimento reivindicatório para avaliar planilhas e balancetes das empresas de transporte coletivo e então definir sobre a viabilidade ou não da redução da passagem, além de outras medidas cabíveis para a melhoria da qualidade do serviço.
Consideramos tais medidas positivas e as apoiamos, pois apontam para a transparência e o diálogo democrático, essenciais para o êxito de qualquer administração no Brasil. Entendemos que esse passo é fundamental, inclusive para se ouvir as sugestões dos servidores para a redução de despesas e aumento de receitas, essenciais para evitar demissões e possibilitar a valorização salarial dos profissionais, se não imediatamente, mas assim que houver possibilidade legal, conforme afirmado pelo prefeito quando propôs as comissões.
A cidade de Ilhéus deve estar em primeiro lugar, o amadorismo com que foi conduzida a cidade impediu que o município investisse no seu bem mais precioso: o seu povo.
O mero esforço unilateral do Governo Municipal não será suficiente, caso não venha acompanhado de um compromisso de todos os envolvidos e comprometidos com a qualidade dos serviços público e o desenvolvimento sustentável da cidade.
Desse modo conclamamos toda a sociedade nesse esforço comum para superação das dificuldades imensas, que acreditamos momentânea.
Assinam essa nota: Partido Progressista – PP, Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, Partido Comunista do Brasil – PCdoB, o Partido Republicano Brasileiro – PRB, Partido Socialista Brasileiro – PSB,  Partido Democrático Trabalhista – PDT, Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB, Partido Democratas – DEM.

10 respostas para “PARTIDOS ALIADOS A JABES EMITEM NOTA PÚBLICA”

  • borges says:

    Mediante a situação que se encontra a nossa cidade e nosso povo
    eu acho que ja se passaram a metade do ano e ate o momento tanto
    o administrativo como execultivo (prefeito,secretários e vereadores)
    não disse para que veio , mais o prefeito e vereadores deveriam vir
    a publico e pedir um prazo de credibiliadde ao povo de 3 meses para
    mostrar que estão realmente afim de lutar e colocar nossa cidade
    nos trilhos e um prazo bom,caso não tenham sucesso por favor peçam
    para sair e dar lugar a quem realmente tenha competencia e realizar
    uma administração profissional sem demagogia sem cabide de emprego
    com seriedade com as verbas publicas, o povo clama por reais investimentos
    e não por cestas básicas,(Saude,Educação, Segurança, pavimentação,saneamento basico iluminação,e funcionários publicos realmente trabalhando para o povo.)

  • CARLOS says:

    TUDO MENTIRA. EU SEI DE TUDO DA REUNIÃO. TROCA DE FAVORES.

  • tititibancodavitoriadisse says:

    E VERDADE E SO MALANDRAGEM

  • Ilheense says:

    troca de favores, fala sério!
    este prefeito deveria ter coragem e sair logo da prefeitura, por sua imcompetencia e falta de honestidade!

    Na frente lamenta a falta de recursos, mas tenta as escondidas, contratar sem licitacao.

    Empregar pessoas sem competencia técnica, o que dizer dos cargos de comissao?

    Por que o prefeito e seus secretarios nao abrem mao dos altos salarios que recebem? afinal a situacao é caotica, comece dando exemplo, assim quem sabe a populacao comece a ver atitudes de fato.

  • SOU CIDADÃO ILHEENSE TENHO MEIO SÉCULO DE VIDA
    DESDE QUE ME ENTENDO NUNCA VI MINHA AMADA CIDADE TÃO ACABADA ASSIM TMABÉM
    O POVOTÃO REVOLTADO.
    JÁ ESTAMOS A QUASE 10 DIAS NAS RUAS PROTESTANDO QUANTO O AUMENTO DE PASSAGEM E AS CONDIÇOES PRECÁRIAS DO SISTEMA BÁSICO DE ATENDIMENTO PÚBLICO.JUNTO A TANTAS RECLAMAÇÕES AS IMPROBRIDADES ADMINISTRATIVAS DO PODER EXECUTIVO. O PREFEITO FOI ELEITO PELO MENOR NÚMERO DE VOTOS POIS NÃO ATINGIU SE QUE 40% DO TOTAL, FICHA SUJA, ADMINISTRA MAL E EN SUBJÚDICE NÃO
    SERIA HORA DE PEDIR UM IPITMAN E CONVOCAR UMA NOVA ELEIÇÃO.OUTROSSIM GOSTARIA DE RESSALTAR QUE JÁ SE FALA QUE A PONTE QUE SE PROMETE LIGANDO A ZONA SUL AO CENTRO DA CIDADE É MAIS
    UMA ARMAÇÃO ENGANADORA E MENTIROSA DO EXECUTIVO MUNICIPAL E GOVERNO DO ESTADO. ISSO ME CAUSA NAUSEAS.

  • PAULO WILLIAN says:

    Se não tinha condições de resolver os problemas da cidade, sabido por todos a muito tempo, por que se candidatou… Quem tem c… não faz trato com p…

  • Antonio Santana says:

    Eu li o texto do Abobreira, pessoa que ainda admiro, apesar de ter traído os votos que lhe damos quando foi eleito vice prefeito 1996. O texto merecia nota 10, mas como ele diz que a cidade se estragou há quase uma década, seu texto ficou muito prejudicado, pois, ele falta com a verdade. Deveria ter admitido que também errou, e, não sair colocando culpa nos outros
    Esse grupo do prefeito, incluindo o próprio Abrobeira, precisa ser mais humilde e assumir que a cidade não se acabou nos governos de Valderico e do Nilton. Quem deixou a cidade mais ou menos bem foi o primeiro governo de Antonio Olímpio que se encerrou em 1982. De 1986 até os dias de hoje, todas as gestões foram desastrosas. Jabes atolou a cidade de dívidas no seu primeiro mandato. O cacau ainda em alta na região, a farra com o dinheiro da prefeitura era ilimitada. Tanto jabes como quase todo o seu grupo, juntando ao seguinte mandato de João Lírio, saíram muito bem financeiramente da prefeitura. Já sem a arrecadação do cacau, os últimos dois anos do governo João Lírio foi um lixo (buscar memória), era exatamente o grupo de Jabes. João lírio ainda gastou o que não pode. Primeiro para eleger Jabes deputado federal e depois, para tentar recolocar Jabes de novo prefeito. Mas, a resposta das urnas foi arrasadora para o grupo. Antonio Olímpio quando assumiu em 1993 fez uma grande faxina na cidade, porém, sem uma receita a altura da despesa, sua administração viria ser pior que as outras gestões até os dias de hoje. A péssima gestão de AO fez Jabes retornar ao governo em 1997. Jabes iniciou o governo em 1997 com muitas dificuldades. A arrecadação não passava dos dois milhões e meio de reais. Foi aí quando ele criou a TIP (Taxa de Iluminação Pública). Não pagou os salários atrasados deixados pelo governo de Antonio Olímpio, embora a arrecadação do município tivesse aumentando gradativamente e ao final de 1997 foi agraciado com o dinheiro do FUNDEF. O não pagamento dos salários atrasados ocasionou mais dívidas para o município. E quem recebeu esta bomba foi o governo Valderico, que teve de pagar várias ações. Além de outros salários maiores terem se transformado em precatórios que se explodirá em outro governo. Em seus dois governos (1997-2000 e 2001-2994), Jabes não fez promoção dos servidos e só concedia reajuste de um por cento. Essa perversidade com o funcionalismo veio refletir diretamente nos governos de Valderico, de Nilton e agora ele experimenta o seu VENENO! Em 2000, para buscar sua reeleição de prefeito, unificou as passagens do coletivo aumentando em quase cinquenta por cento a passagem da Zona Urbana com a promessa do terminal de transbordo, além de ter recebido quase seis milhões de reais das empresas de transportes.
    Espero que este prefeito faça uma boa gestão juntamente com a oposição e a sociedade civil organizada. Mas pare de ficar colocando a culpa nas gestões passadas sem incluir as suas.
    Isto é só uma pincelada, pois, se formos colocar 50% das atrocidades do grupo caberia um livro. Só nós funcionalismo em geral, sabemos o que sofremos na mão deste grupo “JABÁista”, com arrocho salarial, perseguição política, assédio mora e etc…

  • Paulo says:

    Aos partidos que conclamam toda a sociedade para um esforço comum de superação das imensas dificuldades que ocorre em Ilhéus. Não creio que vocês tenham moral para conclamar coisa alguma, vocês nem se entendem, como poderiam entender o que ocorre com essa sociedade ultramoderna, que se comunica através de meios de comunicação, que vocês ainda não descobriram um meio de controlar.
    Entendam: O QUE NOS MOVE É A INDIGNAÇÃO.

  • curioso says:

    RESPOSTA AOS “PARTIDOS”.

    VOCÊS NÃO REFLETEM A VONTADE DE UMA POPULAÇÃO QUE SAIU AS RUAS.
    SABEMOS OS INTERESSES DE TODOS OS PARTIDOS.

  • BOCÃO says:

    Gente calma da uma olhada nesse linque que estão muitos cargos criados por esse mentiroso.

    Cargos ocupantes e valores transparência.

    http://guardasmunicipaisnoticias.blogspot.com.br/2013/07/transparencia-publica-o-povo-tem-que.html

Deixe seu comentário



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia