Governador em Itororó. Foto: Manu Dias.

Governador em Itororó. Foto: Manu Dias.

A instalação de uma unidade industrial da empresa catarinense Lia Line para fabricação de calçados femininos, em Itororó, no sudoeste baiano, vai gerar 900 empregos diretos. O protocolo de intenções foi assinado nesta sexta-feira (19), no centro industrial do município, pelo governador Jaques Wagner e representantes da empresa.
Segundo o governador, a nova fábrica vai reforçar o setor de calçados na região de Itapetinga, revitalizando a economia prejudicada com a redução das atividades da Azaléia/Vulcabrás. “Estamos reagindo ao fato de a Azaléia ter diminuído suas atividades e trabalhamos para o aproveitamento dos galpões e a mão de obra já qualificada na indústria de calçados”.
A fábrica da Lia Line conta com investimentos de R$ 6,7 milhões, faturamento anual de R$ 66 milhões e capacidade de produção de três milhões de pares por ano.
Em contrapartida aos investimentos privados, o Estado concederá ainda crédito presumido do imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação, referente ao ICMS, nas operações de saída dos produtos.
De acordo com a empresa, o cronograma prevê o início da operação em outubro deste ano, com 20% da capacidade de produção, atingindo a capacidade plena entre 2014 e 2015.
Ainda em Itororó, Wagner assinou outros dois protocolos que oficializam a instalação imediata de fábricas em Itapetinga e Firmino Alves. Em Itapetinga, será instalada a Ella Indústria e Confecções, que vai produzir blusas, vestidos e bermudas, gerando 200 empregos, com investimentos de R$ 2,2 milhões.
Já na cidade de Firmino Alves, serão investidos R$ 2 milhões para a construção da fábrica Mastic – Indústria.