WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
julho 2013
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: 17/jul/2013 . 22:46

VEREADORES JABISTAS SE MANIFESTAM CONTRA AS DEMISSÕES

Ontem foi o vereador Fábio Magal (PSC), hoje foi o líder do governo na câmara de Ilhéus, o edil Alzimário Belmonte (Gurita), do PP, que demonstrou insatisfação com as intenções do prefeito Jabes Ribeiro em promover demissões em massa no funcionalismo público da prefeitura.
Segundo o prefeito, o objetivo é passar a régua em 700.
Em seu perfil no Facebook, Gurita faz questão de ressaltar que é totalmente contra a medida.
Ainda na postagem ele informa que, apesar do recesso da câmara, proporá a realização de uma audiência pública objetivando discutir a questão do transporte coletivo e a situação dos sindicatos dos servidores municipais ante a possibilidade das demissões.

EMPOSSADO REITOR DA UFESBA

Naomar e o deputado federal Geraldo Simões, um dos propositores da Ufesba.

Naomar e o deputado federal Geraldo Simões, um dos propositores da Ufesba.

O Ministério da Educação empossou, na tarde desta quarta (17), o professor Naomar Almeida na reitoria da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba). A cerimônia ocorreu em Brasília.
A instituição terá reitoria em Itabuna e campi em Teixeira de Freitas e Porto Seguro. Ilhéus deve receber colégios universitários da Ufesba.
Formado em medicina, com mestrado em saúde pública e doutorado em epidemiologia, Naomar Almeida é professor titular do Instituto de Saúde Coletiva/Ufba, Doctor Honoris Causa da McGill University, Canadá, Ph.D. em Epidemiology pela UNC Chapel Hill e Professor Visitante da UNC, Berkeley & Harvard. Foi também Reitor da Universidade Federal da Bahia de 2002 a 2010.

GRUPO DEIXA A PREFEITURA DE ILHÉUS E OCUPA A RUA

Foto do Ilhéus Eventos.

Foto do Ilhéus Eventos.

Jovens do movimento Reúne Ilhéus deixaram, há pouco mais de meia hora, o Palácio Paranaguá, sede do governo ilheense.
A saída do grupo foi forçada por uma liminar da justiça, expedida a pedido da prefeitura.
O movimento ocupava o prédio desde o início da tarde de ontem (terça, 16). Exigia, entre outras coisas, os balancetes das empresas São Miguel e Viametro, além do início das discussões sobre a redução da tarifa de transporte.
O grupo encerra a ocupação e protesta nas escadarias do palácio e a rua.
O prefeito Jabes Ribeiro está fora da cidade. 

O PADECER TARDIO DE UMA IDEOLOGIA ATRASADA

caixãoOs ilheenses vivenciam um momento histórico. Estamos nos deparando com a gradativa morte de uma das últimas ideologias políticas que remete às formas arcaicas de se fazer política.
Isso mesmo caros amigos, o jabismo, liderado e protagonizado pelo prefeito Jabes Ribeiro, agoniza em seu leito de morte, como um marco simbólico na nossa recente história política.
Tudo isso de forma inédita, ou seja, com apenas sete meses após ele reassumir o comando do palácio Paranaguá. Algo nunca visto por aqui.
Nenhum prefeito, nem mesmo o empresário Valderico Reis, caçado e expulso do poder, foi capaz de acumular feitos tão desastrosos e danosos ao município em tão pouco tempo e aglutinar tamanha e expressiva rejeição.
Os motivos não são poucos: demissões de concursados, saúde e educação em frangalhos, abandono de distritos, povoados e bairros periféricos, ruas e avenidas entregue as traças, seguidos deslizes administrativos de suas secretarias, etc.
Como Jabes mesmo afirmou: Ilhéus está ingovernável.
Mas faremos questão de corrigi-lo. Ilhéus está desgovernada. Tudo isso, vale ressaltar, com grande e significativa parcela de culpa dele mesmo, que em outras gestões levou a cidade ao caos administrativo, endividando o município e comprometendo gravemente as gestões que se sucederam. Inclusive a dele mesmo, iniciada em janeiro desse ano.
Mas o jabismo padece. Morre lentamente, como um paciente em fase terminal, desenganado pelos médicos.
E cada gesto novo, cada ação desesperada, só ajudam a piorar o quadro. A exemplo da recém anunciada demissão de 700 servidores municipais.
E para piorar ainda mais a situação, o jabismo vem ganhando contornos de autoritarismo, com direito a perseguições e posturas descabidas, como a adotadas no caso da ocupação do Palácio Paranaguá, onde os manifestantes foram trancados no prédio.
Sem falar nas mentiras, que converteram-se em espécies de execráveis convenções na administração municipal, a exemplo das falhas comunicacionais entre o prefeito e o seu secretário de Administração.
Sensibilidades à parte, ao nos deparamos com o moribundo, em seus últimos suspiros, afirmaremos sem pestanejar: Já vai tarde, pelo bem de Ilhéus!

TELEXFREE BLOQUEIA ÁREA DE SITE COM MEDO DE HACKERS

TELEXFREEO acesso ao escritório virtual do site da empresa TelexFREE está bloqueado desde segunda-feira, impedindo que associados possam conferir seus ganhos. Um comunicado sobre o assunto foi publicado na página da companhia em uma rede social. De acordo com o advogado Horst Fuchs, a medida teve de ser tomada depois que hackers tentaram invadir o sistema. A empresa diz que não há prazo para a situação ser normalizada.
Uma força-tarefa formada por promotores e procuradores do Ministério Público Federal (MPF) e de Ministérios Públicos Estaduais de todo o Brasil está investigando a TelexFREE por suspeita de pirâmide financeira, e desde o final de junho estão proibidos os pagamentos de comissões, bonificações e quaisquer vantagens da companhia aos divulgadores, além de novas adesões à rede, conforme decisão judicial. O descumprimento a qualquer das determinações pode gerar o pagamento de multa de R$100 mil por cada novo cadastramento ou recadastramento e por cada pagamento indevido.
O advogado da empresa explicou que o bloqueio do escritório virtual não tem ligação com decisão judicial. “Essa parte do portal continua bloqueada enquanto algumas medidas são tomadas pelos departamento de segurança e tecnologia de empresa. Hackers estavam tentando invadir o sistema e até que não esteja seguro, vamos manter como está, mas garantimos que os ganhos dos divulgadores continuam congelados”, informou.

POLÍCIA SEGUE EM DIREÇÃO AO PARANAGUÁ

E nesse momento a polícia segue em direção ao palácio Paranaguá, sede da prefeitura de Ilhéus, objetivando negociar a desocupação do espaço, ou, se necessário, retirá-los forçosamente. 
Manifestantes do movimento Reúne Ilhéus estão alojados por lá desde a tarde de ontem.
Representantes da OAB tentam novamente adentrar no prédio e oferecer ajuda aos manifestantes.

JUSTIÇA DETERMINA QUE SEDE DA PREFEITURA DE ILHÉUS SEJA DESOCUPADA

A juíza Carine Nassri da Silva concedeu liminar favorável à prefeitura de Ilhéus e decretou a reintegração de posse do palácio Paranaguá, ocupado por manifestantes do movimento Reúne Ilhéus desde a tarde de ontem (17).
Na liminar foi alegado que os trabalhos desenvolvidos no prédio foram comprometidos e que o imóvel é parte do patrimônio histórico do município.
A juíza, em sua decisão, teme possíveis depredações ao Paranaguá e determina multa diária de R$ 2 mil, em caso de descumprimento da ordem judicial. 
Clique AQUI e leia a decisão da juíza na íntegra.

REPRESENTANTE DA OAB DE ILHÉUS É IMPEDIDO DE ENTRAR NO PARANAGUÁ

Segundo informações chegadas agora em nossa Redação, os advogado Vinícius Briglia e Luis Eduardo Lins, representando a OAB de Ilhéus, foram impedidos de entrar no palácio Paranaguá, onde objetivavam manter contato com os manifestantes que ocupam o espaço e oferecer ajuda.
A ordem teria partido do secretário de Administração, o também advogado Ricardo Machado.
Trancafiados na sede da prefeitura, os manifestantes também estão impedidos de receber visitas.
Ainda de acordo com as nossas fontes, o pedido de reintegração de posse foi concedido e a polícia deve adentrar no Paranaguá e retirar os manifestantes de qualquer forma.

REDE GLOBO SERÁ INVESTIGADA POR SUSPEITA DE SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS

Rede-Globo-500x375
O Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) abriu uma apuração criminal para investigar suspeitas de sonegação por parte da Rede Globo.
A apuração preliminar começou na segunda-feira (15). Na última sexta-feira (12), 17 entidades da sociedade civil organizada pediram a abertura da investigação contra o grupo. Eles sustentam que há indícios de lesão a bens federais.
Recentemente, foram divulgados documentos, que até então eram sigilosos, que apontam que a Globo tem multas de mais de R$ 600 milhões por tentar sonegar impostos relativos à exibição da Copa do Mundo de 2002. As entidades ainda afirmam que há suspeita de lavagem de dinheiro, de crimes contra órgãos da administração direta e indireta da União e de estelionato.
O órgão tem 90 dias para investigar o caso, e o prazo pode ser prorrogado por mais 90 dias. Caso os indícios sejam confirmados, o MPF abrirá um inquérito. O MPF no Rio de Janeiro divulgou na semana passada uma nota em que informa que acompanha o caso desde 2005, e que ainda não havia sido aberto um inquérito policial por impedimentos legais relativos à restituição de valores fiscais.
A Rede Globo afirma que não tem qualquer dívida em aberto com a Receita. Disse ainda, que depois de não obter sucesso nos recursos apresentados à Receita, aderiu ao Programa de Recuperação Fiscal da Receita Federal e fazer os pagamentos.
A Globo ainda destaca que desconhece os motivos que levaram a servidora Cristina Maris Meinick Ribeiro a desviar os documentos no processo fiscal.

ALIANÇA DO PP COM AÉCIO MUDARÁ CENÁRIO POLÍTICO NA BAHIA

Partido de Jabes e do deputado federal Mário Negromonte, tende a se aliar aos tucanos.

Partido de Jabes e do deputado federal Mário Negromonte, tende a se aliar aos tucanos.

O cenário incerto na conjuntura da política nacional, pontuado nas dificuldades da presidente Dilma Rousseff (PT) no Congresso Nacional, pode trazer mudanças para o quadro da base estadual, liderada pelo governador Jaques Wagner (PT) em 2014.
O poder de articulação das lideranças petistas, somado à posição de destaque dos partidos na esfera federal, não tem sido garantia de firmeza nas alianças. Em meio a esse contexto surge uma possibilidade de articulação entre os partidos de campos opostos, PP e PSDB.
Nos bastidores consta que as siglas estariam em clima de conversação sobre as eleições de 2014. Eles já são aliados nosestados de Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná e Piauí. Caso o casamento no plano nacional ocorra numa costura de apoio ao pré-candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB), impactará na composição do palanque do candidato à sucessão de Wagner.
A situação ainda não é confirmada pelas lideranças, mas já teria sido assunto interno, conforme rumores. O próprio vice-presidente nacional do PP, deputado federal Mário Negromonte, afirmou para a reportagem da Tribuna que o vice-governador do governo de Goiás é do PP e o de Minas Gerais também. Entretanto, ele preferiu a cautela ao reforçar que: “Na realidade não tem (conversa). Somos aliados no governo federal e na Bahia. Não discutimos isso no partido. As eleições estão longe ainda e é preciso ver a situação em cada estado”, disse, enquanto se reunia ontem, em Brasília, com lideranças do partido no gabinete do presidente nacional da sigla, o senador Ciro Nogueira. No governo baiano, o PP dirige as pastas de Agricultura, Portos, Integração Regional e suas autarquias.
Apesar de não confirmar a aproximação com os tucanos, Negromonte deixou claro mais adiante que o PP ainda não tem lado certo no palanque presidencial. “O partido não definiu. Vamos discutir ainda, assim como outros partidos também já disseram isso. Vamos ver essa questão lá na frente a partir das composições regionais”, afirmou.
Na hipótese de se tornarem aliados, o palanque baiano é que sofreria alterações, já que Negromonte, que disse em dado momento pleitear a vaga ao Senado, é cotado para posição de vice-governador na chapa do candidato de Wagner. Lideranças e deputados também deixam claro o peso da legenda para justificar a busca por um espaço maior. Eles lembram que, atualmente, o PP tem 500 vereadores, 55 prefeitos e 56 vice-prefeitos na Bahia.
:: LEIA MAIS »

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia