Em meio ao acirramento dos protestos no país, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil divulgou uma nota com um balanço das manifestações e a recomendação de que os cidadãos norte-americanos – que estão em viagem ou morem no país – evitem as áreas nas quais podem ocorrer aglomerações. O comunicado com o alerta está disponível na página da representação diplomática.
“Cidadãos [norte-]americanos devem evitar os protestos e as áreas onde possam ocorrer grandes aglomerações de pessoas. Mesmo as manifestações ou eventos destinados a serem pacíficos podem se transformar em um confronto e, possivelmente, gerar violência. Incentivamos os cidadãos norte-americanos no Brasil a acompanhar as notícias locais e planejar as suas atividades de acordo com a situação”, diz o texto.
No comunicado, a embaixada menciona uma “possível continuação dos protestos” em várias cidades e cita São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre. “Embora a maior parte da atividade nos protestos tenha sido de caráter pacífico, polícia e manifestantes foram feridos em confrontos”, diz o texto.
A nota, que é do dia 19, menciona que a “resposta da segurança tem sido dosada”, mas adverte que a “polícia tem usado táticas de controle de multidões, incluindo bombas de gás lacrimogêneo e unidades da cavalaria” para dispersar os manifestantes. Em caso de necessidade de ajuda, a orientação da embaixada é para que os cidadãos norte-americanos procurem uma representação diplomática dos Estados Unidos.
A embaixada fica em Brasília e há consulados no Recife, no Rio de Janeiro e o consulado-geral em São Paulo. As pessoas em viagem pelo Brasil podem obter informações atualizadas sobre as condições de segurança pelo telefone 1-888-407-4747, ligação gratuita nos Estados Unidos e no Canadá, ou pelo telefone 1-202-501-4444, em outros países, tarifa normal.