facebook-dislike“Partiu academia !!!”, “Indo com minha tchurma pro cinema”.
O Facebook vem se mostrando como o local onde coisas banais ganham tons de relevância (pelo menos para quem postou) e as coisas graves são tratadas sem a devida seriedade.
E nessa leva, até os secretários municipais ilheenses adotam esse novo tipo de relação com a realidade.
Destaque para o super-secretário Isaac Albagli, que hoje, ao comentar um problema, ao nosso ver bastante sério, o tratou como se fosse algo sem a menor importância.
No começo da manhã dessa quinta-feira (06), um ônibus caiu em um dos muitos buracos deixados pela Embasa e as suas irresponsáveis terceirizadas na avenida Itabuna. Querendo mostrar interatividade na rede social, Albagli resumiu-se a comentar: “Não havia sinalização, falei agora com o secretário Zé Lavigne para dar um puxão de orelhas na empreiteira”.
Como assim? Puxão de orelhas? Isso é caso para a aplicação de uma severa e exemplar multa. Aliás, isso é uma situação que merece uma ação judicial objetivando caçar o direito de tal empresa em realizar esse tipo de serviço.
Afinal de contas, foi um ônibus que caiu no buraco, mas poderia ter sido uma moto. Pior, poderia ter custado a vida de alguém.
Mas como na citada rede social, como reflexo da relação de alguns com o cotidiano, os valores estão cada vez mais invertidos, seria bem capaz, caso houvesse vítimas graves, que o comentário do secretário fosse um pouco diferente:
“Uhuu, partiu cemitério…”