CORREIO
Uma mulher de Hong Kong que viveu seus primeiros 66 anos como homem descobriu em uma ida ao médico que é do sexo feminino, segundo informa a agência AFP. A visita ao médico foi para tratar de um inchaço no abdômen.
Os médicos descobriram que o problema era provocado por um imenso cisto no ovário do paciente – que é, na verdade, mulher.
A condição decorre de duas desordens genéticas consideradas raras – a Síndrome de Turner, que afeta cromossomos das mulheres e gera baixa estatura e infertilidade, e a Hiperplasia Adrenal Congênita, que aumenta os hormônios masculinos e pode dar aparência de homem à mulher. A paciente tinha um micropênis e barba.
A paciente parou de crescer aos 10 anos e atualmente tem 1,37m de altura. De acordo com médicos, somente 6 casos registrados pela medicina contabilizam pessoas com as duas síndromes simultaneamente.
Mesmo com a descoberta, a paciente decidiu continuar vivendo como homem.