ACM-Neto-220x120Bem, foi esse o boato que circulou nos bastidores políticos baianos nesse fim de semana, motivado pela ausência do prefeito de Salvador na convenção do PSDB, que elegeu o ex-governador Aécio Neves para comandar nacionalmente os tucanos.
O boato apontava a possibilidade do prefeito soteropolitiano do DEM anunciar adesão à presidente, em troca de apoio financeiro para gerir Salvador, afirmando que o herdeiro político do carlismo estaria apavorado com a situação da prefeitura.
A turma do DEM tratou de desmentir a boataria, afirmando que a aproximação de Neto com a presidente se deve ao fato dele “vir buscando deslocar-se da política para ocupar o papel de gestor, preocupado apenas com os desígnios da cidade, cujo presente pode realmente ser comprometido se não forem tomadas posições firmes a partir de agora”.
Há quem não tenha se convencido disso.