uescO movimento docente das universidades estaduais baianas deu prazo para o governo do estado apresentar nova proposta de reajuste salarial.
Em documento protocolado junto a Coordenação de Desenvolvimento do Ensino Superior (CODES), o MD exige posicionamento quanto à nova proposta apresentada e alerta para a possibilidade de deflagração de greve, no dia 4 de junho, caso o impasse permaneça.
Como noticiamos ontem (veja aqui), na última sexta-feira o governo do estado descartou as propostas já apresentadas e retomou os termos da primeira. A medida gerou protestos dos professores, que já tinham rejeitado tal proposta.
Para o movimento docente, a atitude do governo é irresponsável e impõe ao movimento endurecimento das medidas.
Uma nova rodada de assembleias está marcada para esta semana, onde deve ser aprovado o estado de greve da categoria. Na UESC, será nesta sexta-feira (24), a partir das 9h30min, no auditório de Direito.