DO CORREIO
Perrone.

Perrone.

Foi rejeitado o recurso do banco Bradesco contra o pagamento das despesas do tratamento do músico Paulo César Perrone, vítima de saidinha bancária em 2011. A decisão foi tomada pelo juiz Cláudio Fernandes de Oliveira, da 12ª Vara dos Feitos Relativos às Relações de Consumo, Cíveis e Comerciais da Comarca de Salvador.

Em 2012, ficou determinado que o banco assumiria os custos do tratamento de Perrone, havendo possibilidade de pagamento de multa diária de R$ 500 em caso de descumprimento da ordem judicial. Porém, a decisão foi recorrida pela empresa, sendo agora rejeitada e mantida a determinação anterior.

O Bradesco ainda não se pronunciou contra a decisão judicial, mas existe possibilidade de a empresa recorrer novamente, como aconteceu no ano passado.